Publicidade:

Cenipa aponta pane seca em queda de avião na região de Poconé



 

O Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa), apontou em seu reporte inicial “pane seca” como causa da queda do monomotor EMB-711C que caiu com quatro tripulantes, em Poconé (104 quilômetros ao Sul de Cuiabá), no último dia 8.

No histórico da ocorrência aeronáutica, que ainda está em andamento, consta que “a aeronave decolou do aeródromo Santa Rosa Pantanal Hotel, em Poconé, com destino ao aeródromo Marechal Rondon, em Cuiabá, a fim de realizar voo privado, com um piloto e três passageiros a bordo. Aproximadamente 30 minutos após a decolagem, o motor apresentou falhas em seu funcionamento. Foi efetuado um pouso forçado em área de mineração. A aeronave teve danos substanciais”. 

Uma das vítimas é o diretor-técnico da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Ipase, em Várzea Grande, George da Costa Melo que sofreu traumatismo na cabeça e outras lesões no corpo. Também estavam a bordo o médico Rafael Corrêa da Costa e mais duas pessoas, que não tiveram as identidades divulgadas e não teriam se ferido.

A Polícia Militar registrou que o piloto da aeronave afirmou que visualizou falta de combustível e decidiu seguir rumo a Poconé, onde tentou um pouso forçado.

O Cenipa também classificou como indeterminada a queda do helicóptero Robinson R44, em Poconé (102 quilômetros de Cuiabá) com 278,51 quilos de cloridrato de cocaína avaliados em R$ 6,9 milhões, no último dia 1 desse mês.

fonte : www.poconet.com.br

    Comente usando o Google
    Comente usando o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2018 Mídia Rural. Todos os Direitos Reservados
Du Pessoa Agência Digital (73) 9 8888 1488 WhatsApp www.dupessoa.com.br