Publicidade:

Açúcar: contratos futuros fecham mistos



 


O mercado futuro do açúcar fechou misto nesta quarta-feira (11) após ter batido a máxima de quatro anos na véspera

O mercado futuro do açúcar fechou misto nesta quarta-feira (11) após ter batido a máxima de quatro anos na véspera. Apenas o primeiro lote do açúcar bruto negociado na ICE de Nova York fechou desvalorizado, todos os demais lotes subiram, ainda sob efeito do receio de uma quebra acentuada na safra de cana-de-açúcar brasileira com as sucessivas geadas ocorridas em algumas regiões nos meses de junho e julho/21.

O Brasil é responsável hoje por cerca de 40% das exportações globais de açúcar e uma quebra por aqui pode representar numa oferta apertada do adoçante, forçando a alta das cotações. Segundo a Commerzbank, "as estimativas de déficit para o mercado global de açúcar em 2021/22 teriam então que ser revisadas consideravelmente para cima", caso as previsões de quebra se confirmem.

Ontem em Nova York, o açúcar bruto fechou cotado, no vencimento outubro/21, em 19,47 centavos de dólar por libra-peso, 12 pontos a menos que a véspera, ou 0,6%. Já a tela março/22 subiu 2 pontos, negociada em 19,96 cts/lb. Os demais contratos subiram entre 6 e 12 pontos.

Segundo a Reuters, operadores disseram que a recente aceleração do mercado foi impulsionada pela diminuição das perspectivas de produção no Brasil, com as preocupações aumentadas pelos dados divulgados na terça-feira pela União da Indústria de Cana-de-açúcar (Unica).

"O relatório da Unica parecia estar alinhado com a maioria das ideias, mas a reação parecia descomunal", disse, à Reuters, um corretor dos Estados Unidos. O relatório confirmou o dano nas safras causado pelas fortes geadas em junho e julho, significando que a temporada de açúcar no Brasil pode acabar antes do que o normal.

Açúcar branco

Em Londres o açúcar branco fechou em alta em todos os lotes. O vencimento outubro/21 foi contratado a US$ 471,20 a tonelada, valorização de 3 dólares, ou 0,6%, no comparativo com a véspera. Já a tela dezembro/21 subiu 1,60 dólar, negociada a US$ 488,80 a tonelada. Os demais lotes subiram entre 1,40 e 2 dólares.

Açúcar cristal

No mercado doméstico a quarta-feira foi de alta no Indicador Cepea/Esalq, da USP, para o açúcar cristal. Ontem a saca de 50 quilos foi negociada pelas usinas a R$ 122,59, contra R$ 121,72 da véspera, valorização de 0,71% no comparativo entre as datas.

Etanol hidratado

Pelo oitavo dia seguido o etanol hidratado registrou ganhos ontem pelo Indicador Diário Paulínia. O metro cúbico do biocombustível foi negociado nesta quarta-feira em R$ 3.214,00, valorização de 0,58% quando comparado aos preços praticados no dia anterior.
 fonte : www.agrolink.com.br

    Comente usando o Google
    Comente usando o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2018 Mídia Rural. Todos os Direitos Reservados
Du Pessoa Agência Digital (73) 9 8888 1488 WhatsApp www.dupessoa.com.br