Publicidade:

Bom Futuro terá que indenizar trabalhadores por exposição a agrotóxicos




 A 1ª Turma de Julgamento do Tribunal Regional do Trabalho de Mato Grosso (TRT/MT) condenou a empresa Bom Futuro Agrícola a pagar R$ 200 mil em indenização a trabalhadores que foram expostos a agrotóxicos.

O acórdão confirmou a sentença proferida em outubro do ano passado pelo juiz Aguinaldo Locatelli, da 2ª Vara do Trabalho de Cuiabá, que determinou à empresa o atendimento à legislação e normas regulamentares ao ambiente do trabalho.

A nova sentença dobrou o valor da indenização, que inicialmente foi estipulada em R$ 100 mil. A Ação Civil Pública ajuizada pelo Ministério Público do Trabalho em Mato Grosso. 


A nova sentença dobrou o valor da indenização, que inicialmente foi estipulada em R$ 100 mil. A Ação Civil Pública ajuizada pelo Ministério Público do Trabalho em Mato Grosso. 

A Bom Futuro terá ainda que fornecer aos trabalhadores equipamentos de proteção individual (EPIs), vestimentas adequadas àqueles que trabalham na plantação e se expõem a agrotóxicos e produtos afins. Assim como, capacitá-los quanto ao uso correto dos dispositivos de proteção e efetuar treinamentos periódicos.

A ação foi ajuizada após denúncia feita à Vara do Trabalho de Campo Novo do Parecis (389 km de Cuiabá), de trabalhadores que adoeceram após a intoxicação por exposição aos agentes organofosforado e carbamato.

Outro lado

A reportagem tentou contato com a empresa, mas não fomos atendidos. 






FONTE REPORTERMT

    Comente usando o Google
    Comente usando o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2018 Mídia Rural. Todos os Direitos Reservados
Du Pessoa Agência Digital (73) 9 8888 1488 WhatsApp www.dupessoa.com.br