Peste suína africana avança pela União Europeia



Resultado de imagem para PESTE SUINA


Em seu último relatório anual “Análises epidemiológicas da peste suína africana (ASF) na União Europeia”, a EFSA (Autoridade Europeia para a Segurança dos Alimentos) alega que a persistência da doença em javalis e o número limitado de medidas de controle disponíveis representam um desafio para todo o setor agrícola da União Europeia, em particular para a indústria suinícola.
Durante o período coberto pelo relatório (novembro de 2018 a outubro de 2019), a República Tcheca tornou-se oficialmente “sem ASF”. No entanto, o vírus continua a se espalhar pelo continente e foi confirmado a sua presença na Eslováquia, o que significa que, até o final de 2019, a doença estava presente em nove países-membros da União Europeia. São eles: Bélgica, Bulgária, Eslováquia, Estônia, Hungria, Letônia, Lituânia, Polônia e Romênia.
“Em 2019, a área afetada pela ASF na União Europeia expandiu-se progressivamente, movendo-se principalmente na direção sudoeste”, afirma o relatório.



FONTE PORTAL DBO


    Comente usando o Google
    Comente usando o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2018 Mídia Rural. Todos os Direitos Reservados
Du Pessoa Agência Digital (73) 9 8888 1488 WhatsApp www.dupessoa.com.br