Segunda fase da Operação Trypes fecha garimpo ilegal em Aripuanã






A Polícia Federal desencadeou, nesta segunda-feira (07/10), a 2ª fase da Operação Trypes em ação conjunta com forças de segurança do Estado de Mato Grosso.
Esta etapa tem o objetivo de cessar as atividades de um grande garimpo ilegal no município de Aripuanã.De acordo com as investigações, além do impacto ambiental na região, o garimpo ilegal estaria causando grande impacto social no município com aumento do índice de homicídios, tráfico de drogas, prostituição, etc.
Cerca de 160 policiais, além de servidores do IBAMA e da Secretaria de Estado do Meio Ambiente do Mato Grosso - SEMA/MT atuarão na área durante toda semana.


Primeira fase
No dia 26 de setembro foi deflagrada a 1ª fase da operação, quando foram cumpridos 16 mandados de busca e apreensão, dois mandados de suspensão de atividade econômica, dois mandados de bloqueio de contas e seis mandados de prisão preventiva nos municípios mato-grossenses de Aripuanã, Alta Floresta, Juína, Nova Bandeirantes e Paranaíta.
As investigações apontam que a comercialização ocorria por meio de um articulado esquema de lavagem de dinheiro, envolvendo emissão de documentos falsos e uso de contas bancárias abertas para esta específica finalidade criminosa.
*O nome da operação deriva da palavra grega "trypes" que significa “buracos”. Esta é uma alusão à situação em que ficou a região após a ação dos criminosos.





FONTE CALDEIRAO POLITICO

    Comente usando o Google
    Comente usando o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2018 Mídia Rural. Todos os Direitos Reservados
Du Pessoa Agência Digital (73) 9 8888 1488 WhatsApp www.dupessoa.com.br