Soja fecha mês de maio com ganhos nos EUA






O preço da soja na Bolsa de Cereais de Chicago registrou na sexta-feira (31.05) baixa de 11,25 pontos no contrato de Julho/19, fechando em US$ 8,7775 por bushel. Os demais vencimentos em destaque da commodity na CBOT também fecharam a sessão com desvalorizações entre 10,50 e 11,25 pontos.



Os principais contratos futuros fecharam a semana com perdas no mercado norte-americano de soja, numa sessão dominada por tomadas de lucros. “Todos os grãos fecharam em queda, mas registraram fortes ganhos mensais. O panorama continua complicado sobre as regiões produtoras dos EUA. Prevalece um padrão de probabilidade de fortes precipitações sobre estados que apresentam importantes atrasos no plantio”, aponta o analista Luiz Fernando Pacheco, da T&F Consultoria Agroeconômica. 
De acordo com a ARC Mercosul, a macroeconomia norte-americana sofreu uma leve desaceleração nesta semana: “A expansão da Guerra Comercial de Trump e a retração do comércio estadunidense tem impactado uma série de mercados financeiros. Na tarde de [sexta-feira], o presidente dos EUA anunciou a implementação de tarifas sobre o seu segundo maior parceiro econômico, o México. No âmbito agrícola, os mexicanos são os maiores importadores de milho americano, com um total médio anual de 15-16 milhões de toneladas”.
“Fontes do Governo chinês nos alertaram que veem a medida de Trump como mais um passo desesperador em ‘Colocar a América em Primeiro Lugar’ - slogan de Donald Trump na campanha eleitoral de 2016. Caso o conflito com os mexicanos se estenda, o milho brasileiro será beneficiado por uma nova entrada de demanda, no segundo semestre de 2019”, concluem os analistas da ARC Mercosul.




FONTE AGROLINK

    Comente usando o Google
    Comente usando o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2018 Mídia Rural. Todos os Direitos Reservados
Du Pessoa Agência Digital (73) 9 8888 1488 WhatsApp www.dupessoa.com.br