Altas comedidas no preço da carne bovina no atacado sem osso





Desde a segunda quinzena de março os preços da carne bovina vendida no mercado atacadista têm subido, contudo as altas semanais são muito singelas. 

Nos últimos sete dias, por exemplo, a valorização, na média de todos os cortes desossados foi de 0,2%. Considerando o acumulado das cinco semanas a alta foi de 1,8%. 

Neste mesmo intervalo, o preço do boi gordo subiu 3,3% em São Paulo. Portanto, como a elevação nos preços de compra da matéria-prima foi superior ao aumento dos preços de venda da produção, as indústrias têm apurado piores resultados. 

A margem de comercialização dos frigoríficos que desossam está em 16%. Quase quatro pontos percentuais abaixo da média histórica. 

Levando em consideração a oferta restrita de boiadas, provavelmente não será uma tarefa fácil para o frigorífico “brigar” por preços menores para o boi nos próximos dias. 

Ao mesmo tempo, em função da lenta recuperação econômica, impor preços maiores para a carne pode comprometer o escoamento da produção.






FONTE SCOT CONSULTORIA

    Comente usando o Google
    Comente usando o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2018 Mídia Rural. Todos os Direitos Reservados
Du Pessoa Agência Digital (73) 9 8888 1488 WhatsApp www.dupessoa.com.br