Preços do milho voltam a subir 0,56% depois do feriado



Os preços do milho no mercado interno voltaram a subir nesta quarta-feira (06.03) de Cinzas, logo depois do feriado. Alta de 0,56% nos preços em Campinas, que elevou os preços para R$ 41,12/saca e os ganhos do mês para 0,15%, conforme pesquisa diária do Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada).
De acordo com a T&F Consultoria Agroeconômica, isso ocorreu porque as granjas precisaram se reabastecer, depois de cinco dias só de consumo: “Como estas compras ocorrem no varejo, onde os preços são mais caros, os preços médios subiram. Ao par disto, a demanda por exportações nos três estados do Sul continua, mantendo os preços firmes, não só neste meio, mas também no mercado interno, que tem que concorrer”.
Já no setor de carnes, o principal consumidor de milho, o setor de frangos, teve seu preço reduzido hoje em 0,46%; o setor de suínos teve alta de 1,94% no dia e de 3,68% no mês; os preços do setor bovino cairam hoje 0,21%, aumentando a queda no mês para 0,79%.
FUNDAMENTOS: DEMANDA MEXICANA
O México está pensando em implementar novas tarifas sobre as importações de milho e frango dos Estados Unidos, em uma retaliação às tarifas norte-americanas sobre o aço mexicano – que ainda estão em vigor. As estimativas do comércio variam de 0,7-1,1 MMT em reservas de milho para a safra anterior para a semana de 28/2, com a nova safra em 100.000-300.000.
“Se isto realmente for efetivado, muito provavelmente o México voltará a comprar milho brasileiro, como no ano passado, garantindo a projeção de 31MT da Conab e constituindo-se um fator de alta nos preços para o segundo semestre”, projeta Luiz Fernando Pacheco, da T&F.



fonte agrolink
    Comente usando o Google
    Comente usando o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2018 Mídia Rural. Todos os Direitos Reservados
Du Pessoa Agência Digital (73) 9 8888 1488 WhatsApp www.dupessoa.com.br