Milho em alta com mercado especulado






A pesquisa diária do Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada) apontou nesta segunda-feira (18.02) uma alta de 0,43% nos preços médios da região de Campinas-SP, elevando o preço para R$ 40,16 e os ganhos do mês para 4,50%. De acordo com a XP Agro, que acompanha de perto o mercado paulista, essa é mais uma semana começa com o mercado físico paulista “especulado”. 



Nesta segunda, a amostra da XP Investimentos avançou ao maior nível dos últimos cinco meses (R$ 40,88/sc) e o ponto chave ainda é a “regionalização dos lotes”. Por hora, nem mesmo o início da colheita de milho tem sido suficiente para acalmar os ânimos altistas, visto que este milho (tributado) dificilmente chega as praças paulistas (fretes caros). 
A T&F Consultoria Agroeconômica indica que vazio de milho “de fora” permite que intermediários e silos subam suas pedidas pelos estoques e realizem seus lucros. O elevado nível das referências, todavia, começa a chamar atenção de empresas para possíveis ‘washout’s’ ou importações de países vizinhos. 
Diante disto, Indústrias e Granjas só recompõem os estoques, sem inspirações maiores. Os ‘lineup’s’ de fevereiro, inclusive, indicam apenas 1,05 MT de milho, enquanto para soja são 7,77 MT. As indicações de porto para fev/19 e mar/19 estão estáveis em R$ 38,50/sc e R$ 39,5, respectivamente. 
“Chamamos atenção para o descasamento entre o contrato de set/19 na B3 e nos portos. Enquanto o primeiro é comercializado próximo a R$ 35,50/sc, a paridade calculada para o segundo oscila em R$ 38,00/sc”, conclui o analista da T&F, Luiz Fernando Pacheco.





FONTE AGROLINK
    Comente usando o Google
    Comente usando o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2018 Mídia Rural. Todos os Direitos Reservados
Du Pessoa Agência Digital (73) 9 8888 1488 WhatsApp www.dupessoa.com.br