Oferta restrita pressiona a arroba do boi gordo em algumas regiões





Na última terça-feira (29/1), a oferta restrita de boiadas pressionou as cotações para cima em regiões onde as indústrias estão com dificuldade em alongar as escalas de abate.

Foi o caso das praças pecuárias do Triângulo Mineiro-MG e Marabá-PA. Nesta última, as programações de abate atendem, em média, três dias e a necessidade de compor o fluxo deu firmeza às cotações.

Na região a arroba do boi gordo subiu R$1,00 na comparação dia a dia, uma alta de 0,8%.

Vale ressaltar que em algumas praças pecuárias, mesmo com a virada do mês se aproximando e a expectativa de melhora na demanda, a boa disponibilidade de boiadas abre espaço para as indústrias ofertarem preços abaixo das referências.

Em Mato Grosso do Sul as cotações da arroba cederam nas praças de Campo Grande (1,4%) e na região de Dourados (0,4%), frente ao último fechamento (28/1).

No mercado atacadista os preços estão estáveis e a margem de comercialização das indústrias que desossam está em 17,9%, abaixo da média histórica.






fonte scotconsultoria 

    Comente usando o Google
    Comente usando o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2018 Mídia Rural. Todos os Direitos Reservados
Du Pessoa Agência Digital (73) 9 8888 1488 WhatsApp www.dupessoa.com.br