Preço do milho rompe resistência dos R$ 37



De acordo com dados da pesquisa diária do Cepea, os preços médios do milho em Campinas romperam, pela segunda vez neste mês, o nível de resistência que havia a R$ 37,00/saca. A pesquisa desta quinta-feira registrou preço de R$38,04/saca pela primeira vez nos últimos 51 dias, alta de 5,25%, que elevou o ganho no mês de dezembro para 3,54%.


“A alta está atribuída às notícias sobre seca que podem afetar a safra de verão do milho”, aponta a T&F Consultoria Agroeconômica. Áreas cultivadas com milho no Rio Grande do Sul começam a sofrer com a falta de chuvas, revela a Emater. O plantio do milho atinge 95% da área prevista, de 738.074 hectares.
“As lavouras (de milho) mais afetadas já apresentam danos, apontando para alguma perda de produtividade na cultura. No Médio Alto Uruguai, em virtude da deficiência hídrica do momento, alguns produtores estão solicitando pedidos de vistoria de seguro agrícola em lavouras nas quais o plantio se realizou em meados de setembro”, destaca a Emater. Cerca de 20% da área de milho está em floração, 36% em enchimento de grãos e 6% em início de maturação (6%), com colheita prevista para o fim de dezembro.
“O relatório semanal da Emater-RS registrou que as lavouras do estado, que já atingiram 95% da área prevista, estão começando a sentir os efeitos da falta de chuva no estado, que isso está fazendo algumas lavouras perder produtividade a tal ponto que alguns agricultores já começaram a recorrer ao seguro agrícola para se ressarcir do prejuízo”, revela o analista da T&F Consultoria Agroeconômica Luiz Fernando Pacheco.




FONTE AGROLINK
    Comente usando o Google
    Comente usando o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2018 Mídia Rural. Todos os Direitos Reservados
Du Pessoa Agência Digital (73) 9 8888 1488 WhatsApp www.dupessoa.com.br