3 motivos paralisam soja no Brasil




Segundo apurou a pesquisa diária do Cepea, os preços da soja no mercado físico brasileiro fecharam a quarta-feira (12.12) com queda de 0,28% nos preços da soja para exportação sobre rodas nos portos, para R$ 81,20/saca, aumentando a perda de dezembro para 1,91%. Já no interior os preços permaneceram absolutamente estáveis, com zero de oscilação, a R$ 75,61/saca.

“O Dólar teve forte queda no Brasil, de 1,74%, que suplantou com sobras a pequena alta de 0,44% de Chicago e a estabilidade dos prêmios nos portos brasileiros”, aponta o analista da T&F Consultoria Agroeconômica, Luiz Fernando Pacheco. 
“Com o anúncio de compra de 500 mil tons de soja americana pelos chineses, segundo a Reuters (recebemos outro relatório do exterior falando em 2,0 MT, metade pelo Golfo, metade pelo Pacífico), o normal seria que os prêmios da soja brasileira caíssem, mas permaneceram inalterados, porque já estão nos seus níveis sazonais (caíram pela metade nos últimos 30 dias)”, explica.
De acordo com o especialista, a comercialização interna também esteve paralisada e por três motivos: “Primeiro, os preços entre compradores e vendedores estão muito distantes e, como vimos ontem, porque os estoques finais tanto da soja, quanto do farelo e do óleo no Brasil tendem a ser maiores nesta temporada. Segundo, os próprios compradores arrefeceram as compras devido à pouca disponibilidade de produto da safra velha e aos problemas de logística próprios do final de ano. Por fim, com as compras chinesas nos EUA, a preços mais baixos, as Tradings estavam voltadas para aquele lado do mundo”.


FONTE AGROLINK



    Comente usando o Google
    Comente usando o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2018 Mídia Rural. Todos os Direitos Reservados
Du Pessoa Agência Digital (73) 9 8888 1488 WhatsApp www.dupessoa.com.br