Delegado abre 3º inquérito para apurar caso envolvendo roubo de carga de diesel



O delegado André Carli, responsável pela investigação de um crime de furto de carga, envolvendo o filho de um empresário de Cerejeiras, que foi preso em Vilhena no início de junho do ano corrente, juntamente com mais seis pessoas, suspeitas de fazerem parte de uma quadrilha do Mato Grosso, falou com a reportagem do Extra de Rondônia e afirmou que abriu um terceiro inquérito para a apuração do caso.
De acordo com o delegado, que não deu detalhes de a que “pé” andam as investigações, que correm em sigilo, foi necessária a abertura de um terceiro inquérito, devido ainda haver muitos fastos a serem apurados, que ligam a nomes de mais integrantes da referida quadrilha.
Ainda segundo o delegado, maior parte dos investigados são de cidades do Mato Grosso, o que dificulta os trabalhos e não permite uma previsão para a conclusão do caso.
Jackson Espindola Barros, de 46 anos e Nedivaldo Donizete dos Santos, de 43, naturais do Mato Grosso, que foram flagrados quando tentavam comercializar uma carga de diesel roubada em Vilhena, permanecem presos juntamente com os compradores Ramon Leite Guimarães e Maurício Sperotto, ambos de 27 anos e Wagner Negri Balansin, de 35 anos. Gilvan Sperancedete de Araújo, de 24 anos, suposto sequestrador, e Ualansy Coutinho Machado, de 34 anos, motorista de um caminhão pertencente a uma transportadora de Vilhena, que teria facilitado o desvio da carga, também permanecem detidos.


   



FONTE EXTRA DE RONDONIA
    Comente usando o Google
    Comente usando o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2018 Mídia Rural. Todos os Direitos Reservados
Du Pessoa Agência Digital (73) 9 8888 1488 WhatsApp www.dupessoa.com.br