Considerado um dos maiores ladrões de cargas de Goiás, foragido da Justiça é preso ao fazer procedimento estético para mudar o rosto







O foragido da Justiça Rodrigo Fernandes Goulão de Almeida, de 30 anos, considerado pela polícia um dos maiores ladrões de carga de Goiás, foi preso nesta terça-feira (24), enquanto tentava fazer procedimentos estéticos para mudar o rosto em uma clínica no Setor Marista, em Goiânia. De acordo com a corporação, ele é de alta periculosidade, responsável pelo roubo de 300 mil litros de combustíveis só neste ano.
 
“Tendo em vista que todos os roubos eles ameaças com arma e levam o motorista para cativeiro, ele é considerado de periculosidade”, disse o delegado responsável pelo caso, Alex Vasconcelos.
 
O investigador disse que o suspeito confessou o crime. No entanto, o advogado do suspeito, Wagner de Melo, não confirma. “Vamos trabalhar no processo para comprovar a inocência, apesar do mandado de prisão, nenhuma prova consistente foi encontrada, apenas galões transparentes que podem ser adquiridos em qualquer lugar. O que ficou ruim é que da última vez ele fugiu da delegacia.”
“Ele disse que era inocente e, como achou que não estava preso porque não estava algemado, ele saiu. Não fugiu”, disse o advogado.
 
Rodrigo foi preso nesta terça-feira, em uma ação conjunta da Polícia Civil com a Polícia Rodoviária Federal (PRF). Ele tentava fazer procedimentos estéticos para mudar o rosto em uma clínica para evitar ser reconhecido durante abordagens. Ao ser detido, apresentou um documento falso.
 
Rodrigo Fernandes Goulão de Almeida foi preso no Setor Marista, em Goiânia (Foto: Paula Resende/G1)
Rodrigo Fernandes Goulão de Almeida foi preso no Setor Marista, em Goiânia (Foto: Paula Resende/G1)
 
O delegado afirmou que, desde abril, quando Goulão fugiu, ele se mudou para Redenção, no Pará. Neste período, eles fez vários procedimentos estéticos. “Ele fez próteses capilares, procedimentos na face, não sabemos ao certo quantos, a fim de burlar a ação policial, dificultar o reconhecimento, visto que estava foragido desde abril”, afirmou o investigador.
 
Apesar da informação da polícia, a reportagem apurou que ele fez apenas próteses de cabelo.
 
Vestígios de crimes
 
No veículo em que ele estava, a polícia localizou placas de caminhões clonados. Ele é apontado como especialista no roubo de cargas de combustíveis e açúcar. As investigações começaram há três meses, quando outro suspeito de integrar a organização criminosa foi preso em flagrante pelo roubo de 60 mil litros de combustível na cidade de Posselândia.
 
A corporação explicou que, desde que Rodrigo foi identificado como suspeito de liderar a quadrilha, ele passou por vários procedimentos estéticos para mudar a fisionomia. Ele também é apontado como suspeito de roubar uma caminhonete dentro de um shopping de Goiânia para cometer roubos em rodovias.
 
Durante a operação, denominada Líquido Dourado VI, a polícia também identificou um galpão em que foram apreendidas máquinas usadas pelo grupo para reempacotar cargas roubadas e revender para o estado do Pará.
 
O suspeito vai responder pelos crimes de roubo, organização criminosa, uso de documento falso, lavagem de dinheiro e adulteração de sinal identificador de veículo automotor.

Rodrigo Fernandes Goulão de Almeida foi preso suspeito de roubo de cargas em Goiânia (Foto: Divulgação/Polícia Civil) 






fonte g1go
    Comente usando o Google
    Comente usando o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2018 Mídia Rural. Todos os Direitos Reservados
Du Pessoa Agência Digital (73) 9 8888 1488 WhatsApp www.dupessoa.com.br