Abate de gado em mato grosso cresce 37% e é melhor resultado em um ano





O IMEA acaba de divulgar, em seu boletim semanal, que o mês de junho foi marcado por continuar sentindo os reflexos da greve dos caminhoneiros ocorrida no final de maio/18, e mais uma vez os pecuaristas viram o mercado da bovinocultura de corte ser afetado por motivos de fora da porteira. De acordo com os dados do Indea, em Mato Grosso foram abatidas 465,1 mil cabeças de bovinos em junho 2018, aumento expressivo de 37,5% no comparativo mensal, e o maior abate desde agosto de 2017. Esse resultado já era esperado, visto que os animais que não foram entregues aos frigoríficos no mês anterior foram realocados em junho.

“Aliado a isso, a seca tem afetado a qualidade e quantidade das pastagens, levando os produtores a reduzirem a lotação de animais no pasto, o que contribuiu para o aumento nos abates. Diante disso, os frigoríficos estão com a escala bastante confortável, perto de sete dias, e este cenário tem pressionado o preço da arroba, mesmo na entressafra”, aponta o instituto.

O preço do boi gordo em Mato Grosso ficou estável, semana passada, a R$ 127,55@. O preço da vaca gorda apresentou variação positiva de 0,91% cotada a R$ 121,03@.



    Comente usando o Google
    Comente usando o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2018 Mídia Rural. Todos os Direitos Reservados
Du Pessoa Agência Digital (73) 9 8888 1488 WhatsApp www.dupessoa.com.br