Se não acordar para as novas tecnologias o produtor pode perder a sua propriedade, diz presidente de Sindicato Rural





A cada dia uma chuva de novas tecnologias cai sobre o mundo e se não estiver atento o produtor rural pode perder a sua propriedade. O alerta é do presidente do Sindicato Rural de Ribeirão Cascalheira, Eduardo Correia. O município foi o segundo a receber a equipe do Acrimat em Ação 2018 nesta Rota 4 no dia 24 de abril.

Ribeirão Cascalheira é um município com cerca de 260 mil cabeças de gado e em torno de 1.169 produtores cadastrados junto ao Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea-MT), de acordo com o Sindicato Rural do município.

Na avaliação do presidente do Sindicato Rural de Ribeirão Cascalheira, além dos impostos que “travam” a cadeia produtiva mato-grossense, como o Fethab e o ICMS, a falta de gestão e tecnologia nas propriedades é um entrave e que pode levar o produtor rural a perder sua propriedade.

“A gestão da propriedade é um entrave para que a atividade tenha rentabilidade. Se o produtor não acordar, não sair de sua zona de conforto vai perder seu patrimônio para outro. O produtor tem que acordar para as novas tecnologias. Se ele não se adequar vai acabar perdendo a propriedade. Às vezes ele vende a fazenda achando que está ganhando dinheiro, mas não está”, comenta Eduardo Correia.

Conforme o presidente do Sindicato Rural de Ribeirão Cascalheira, há no município produtores que hoje estão buscando mais informações e até mesmo se dedicando a fazer inseminação para melhorar a qualidade do rebanho, qualidade esta exigida pelo consumidor final.

Conforme o diretor de marketing da Scot Consultoria, Marco Túlio Habib Silva, ações de melhoramento genético, reforma de pastagem, boas práticas (alimentares, reprodutivas e sanitárias), semiconfinamento, confinamento e sistema de integração com a lavoura e a floresta são pontos que podem ser utilizados pelo produtor rural que cria gado. O especialista afirma que se colocados em prática o criador tem como resultado aumento de peso média de bovinos, redução do tempo de abate, entre outros.
 
*A reportagem do site Mato Grosso Agro acompanha a Rota 4 do Acrimat em Ação 2018 à convite da Acrimat.
    Comente usando o Google
    Comente usando o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2018 Mídia Rural. Todos os Direitos Reservados
Du Pessoa Agência Digital (73) 9 8888 1488 WhatsApp www.dupessoa.com.br