Soja trabalha com estabilidade nesta 3ª feira em Chicago de olho na Argentina e no USDA






Os futuros da soja trabalham com estabilidade e realizam lucros na manhã desta terça-feira (6) na Bolsa de Chicago. Depois de um fechamento positivo na sessão anterior, por volta de 7h55 (horário de Brasília) de hoje, os preços cediam entre 0,25 e 3,25 pontos. Ainda assim, o maio/18 seguia buscando os US$ 10,80, sendo cotado a US$ 10,77 por bushel. 
O mercado, além de estar atento a seus fundamentos - que permanecem os mesmos até este momento, dada a permancência do clima desfavorável que ainda castiga as lavouras da Argentina - já se posiciona à espera do novo reporte mensal de oferta e demanda que o USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) traz nesta quinta-feira, 8 de março. 
Ao lado desses dois fatores, os traders seguem muito atentos às questões da disputa comercial entre China e Estados Unidos, a qual pode chegar às commodities agrícolas e pesar severamente sobre o mercado da soja. 
Leia mais:
Há ainda a questão da movimentação intensa dos fundos nos últimos dias. "Fundos de investimento se posicionam fortemente no lado da compra, com a recente história altista para os preços, sobre a seca na Argentina. Contudo, este posicionamento não é otimista para
o Mercado, uma vez que estamos prestes a entrar em um novo foco fundamental: o cenário da safra norte-americana", diz o boletim diário da AgResource Mercosul (ARC). 
Veja como fechou o mercado nesta segunda-feira:
Tags:
 
Por: Carla Mendes
Fonte: Notícias Agrícolas

    Comente usando o Google
    Comente usando o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2018 Mídia Rural. Todos os Direitos Reservados
Du Pessoa Agência Digital (73) 9 8888 1488 WhatsApp www.dupessoa.com.br