Programada para ser entregue em maio obras da ZPE não tem 10% concluída






Programada para ser entregue no mês de maio – daqui a pouco mais de um mês – as obras do complexo arquitetônico da Zona de Processamento de Exportação (ZPE) de Mato Grosso, instalada em Cáceres, não está 10% concluída. O valor total da obra é de R$ 60 milhões. No distrito industrial onde se executa o projeto, um grupo de pouco mais de 30 funcionários da construtora Primus Incorporação e Construção Ltda, responsável pela construção, ainda patina em obras de fundação.

Zona de Processamento de Exportação (ZPE) é um distrito industrial onde empresas nela localizadas operam com suspensão de impostos, liberdade cambial (não são obrigadas a converter em reais as divisas obtidas nas exportações) e gozam de procedimentos administrativos simplificados. Atualmente existem no Brasil 24 Zonas de Processamento de Exportações autorizadas pelo Governo Federal que se encontram em distintas fases pré- operacionais. A ZPE de Cáceres é apontada como a redenção econômica regional.

Paralisada há 30 anos, o projeto foi retomado pelo governador Pedro Taques. A obra foi relançada no mês de maio de 2017. Na oportunidade, o governador acompanhado de autoridades locais e regionais prometeu concluir a primeira parte do projeto – orçado em R$ 16 milhões – entregue em 12 meses. Ou seja: no mês de maio de 2018. Posteriormente, após a descoberta de erros nos projetos de drenagens e da fundação, o diretor da empresa Robério Garcia, pediu mais tempo. Pelo menos, mais dois meses.

Na última vistoria realizada no dia 6 de janeiro, técnicos da Secretaria de Estado de Cidades (Secid) e da construtora Primus Incorporação e Construção Ltda, informaram que o atraso seria em razão de novos erros detectados. Oportunidade em que, o arquiteto Gilberto Guimarães – presente – responsável pela elaboração do projeto, admitiu afirmando que “os erros de topografia por um agrimensor de sua equipe teria desencadeado uma série de outros problemas na obra”, mas prometeu em 15 dias consertá-los.

Na semana passada, depois de dois meses da inspeção, a informação obtida junto ao engenheiro Pedro Júnior – Construtora Primus – é de que “a situação é a mesma” e que “as obras continuam em ritmo lento porque, os erros de topografia ainda não foram sanados”. Por outro lado, à reportagem do Jornal Expressão e do site Expressão Noticias, o arquiteto Gilberto Guimarães, informou que já encaminhou a Secid a maioria dos reparos no projeto.

 “Pelo menos 80% dos erros relacionados a questão topográfica já foram sanados e entregues a Secid. Se ela ainda não enviou a construtora já não é problema meu”. A reportagem não conseguiu informações sobre o caso junto a Secretaria de Estado de Cidades.

Durante a inspeção no canteiro de obras, realizada no mês de janeiro, o secretário adjunto da Secid, Ernesto Negretti disse que “em razão da demora excessiva da obra, o governo vem passando por mentiroso. Não temos mais o que falar a população. Não temos mais o que justificar. A continuar dessa maneira, daqui a algum tempo o governador terá dificuldade em visitar a cidade por uma culpa que não dele. Mas, sim de determinadas pessoas que não fizeram o serviço como deveria fazer”.

A primeira fase das obras da ZPE tem valor inicial previsto de R$ 16 milhões, montante já garantido pelo Governo Estadual. A área total é de 239,68 hectares e será dividida em cinco módulos.

O espaço terá capacidade de abrigar 230 indústrias, principalmente das áreas de agronegócio e alimentação. Serão construídos na primeira fase o prédio administrativo, um restaurante, o bloco da Receita Federal, um pátio de manobra, além da guarita principal de pedestre, guarita principal de veículos, guarita secundária de veículos e um galpão. Também estão previstas a construção da rede de água, uma Estação de Tratamento de Esgoto (ETE), drenagem, além de estações elétricas.







fonte jornal do oeste
    Comente usando o Google
    Comente usando o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2018 Mídia Rural. Todos os Direitos Reservados
Du Pessoa Agência Digital (73) 9 8888 1488 WhatsApp www.dupessoa.com.br