Em plena colheita da soja, preço aumenta 16% com saca cotada a R$ 67






Mesmo em plena colheita, a soja contabiliza alta considerável nos preços desta safra. A saca de 60 quilos do grão encerrou a semana cotada a R$ 67 em Mato Grosso do Sul. O valor, relativo ao dia 15 de março, é quase R$ 10 acima do preço de igual data do ano passado, de R$ 57,62. A diferença, de 16,27%, é impulsionada pela redução da oferta da oleaginosa em cenário de quebra da safra da Argentina, a terceira maior produtora mundial.
Conforme histórico da Granos Corretora, a diferença da cotação média em um ano é de R$ 9,38. Atualmente (dia 15 de março), o preço da saca de 60 quilos chega a R$ 68 nos mercados de Caarapó e de Ponta Porã. Também são considerados, no levantamento, os valores praticados em Campo Grande (R$ 65,5), Chapadão do Sul (R$ 67,5), Dourados (R$ 68), Maracaju (R$ 67,5), São Gabriel do Oeste (R$ 65) e Sidrolândia (R$ 66,5). 
A alta ocorre em momento em que a oferta do mercado mundial foi retraída com a queda na produção argentina. No início deste mês, a BCBA ( Bolsa de Cereais de Buenos Aires) informou recuo na estimativa de produção de soja na Argentina. A última projeção é de 44 milhões de toneladas. No início da safra, era de 54 milhões de toneladas.
As cotações da saca de soja também também se relacionam ao comportamento do mercado internacional. No encerramento da semana passada, a Bolsa de Chicago acumulou alta de 1% depois de três sessões seguidas de valorizações da soja. 
Colheita – Monitoramento do Siga MS (Sistema de Informação Geográfica do Agronegócio), divulgado há uma semana, pela Aprosoja/MS (Associação dos Produtores de Soja de MS), mostrou quejá foram colhidos 75% das lavouras, o que corresponde a 1,95 milhão de hectares da área com a oleaginosa.
O ritmo está mais avançado na região norte. “O tempo firme do início de março permitiu que os agricultores intensificassem os trabalhos nas lavouras. A evolução nos últimos 10 dias foi de 15,4% no estado, representando mais de 400 mil hectares”, afirmou, na ocasião, o presidente da Aprosoja, Juliano Schmaedecke.
Em relação à safra anterior, há aumento de área plantada estimada em 2,5%, passando de 2,52 milhões para 2,6 milhões de hectares. “Para tanto identificamos um aumento de 2,4% em relação a expectativa do volume de produção de grãos (de 8,532 milhões de toneladas na safra 2016/2017 para 8,736 milhões de toneladas na safra 2017/2018). A produtividade para esta safra está estimada em 56,0 sc/ha”, afirma a nota técnica.




fonte campo grande news

    Comente usando o Google
    Comente usando o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2018 Mídia Rural. Todos os Direitos Reservados
Du Pessoa Agência Digital (73) 9 8888 1488 WhatsApp www.dupessoa.com.br