Demanda não evolui e pressiona o mercado do boi gordo







Se “acelerar” um pouquinho nas compras a escala de abate evolui sem dificuldade. Já a venda de carne não tem sido suficiente para absorver a oferta disponível. O resultado disso é pressão sobre o mercado do boi gordo.

A facilidade em manter o animal na fazenda e endurecer nas negociações, conferida pela oferta abundante de capim, não tem sido suficiente para equilibrar o mercado e impedir que reajustes negativos aconteçam.

O que se viu no levantamento da última sexta-feira (23/3), diferente dos dias anteriores, foi um mercado mais acomodado em algumas regiões, com compradores mais alinhados nas ofertas de compra. A especulação diminuiu.

Em São Paulo, por exemplo, praticamente todos os compradores que estavam ativos no mercado ofertaram entre R$145,00 e R$146,00/@, à vista, para descontar o Funrural.

O boi casado terminou a semana com preços estáveis enquanto o mercado atacadista de carne bovina sem osso acumulou outra semana de queda de preços.






fonte scotconsultoria

    Comente usando o Google
    Comente usando o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2018 Mídia Rural. Todos os Direitos Reservados
Du Pessoa Agência Digital (73) 9 8888 1488 WhatsApp www.dupessoa.com.br