"Peixe Santo" terá Pintado a R$ 19 e Pacu por R$ 12,50 na Semana Santa; veja programação




Com pescado vendido abaixo do preço de mercado, este ano o projeto Peixe Santo terá 30 pontos de vendas distribuídos pela Capital , durante a Semana Santa, nos dias 12, 13 e 14 de abril. Em reunião realizada na última semana, a Prefeitura definiu que o valor do quilo do produto será de R$ 19,00 para os peixes de couro (Pintado); para os redondos, como o Pacu e a Tambatinga, o preço será de R$ 12,50 kg com espinhas. E o peixe limpo e sem espinhas custará R$ 14,00 kg.



As inscrições para os interessados atuar no programa estarão abertas entre os dias 19 a 20 de março na Secretaria de Trabalho e Desenvolvimento Econômico. A matricula dará direito ao fornecedor de participar nos cursos e seminários, que serão oferecidos. No encontro, coordenadores, vendedores e piscicultores estabeleceram as regras da 27ª edição do Programa, que este ano terá o tema, "Xômano! Nosso peixe é digoreste, fresco e gostoso!". 

"A missão da prefeitura é assegurar a continuidade do evento, mas para que isso ocorra, é  necessário fazer esse chamamento, junto aos fornecedores, para que eles se atentem aos pré-requisitos exigidos. Queremos, sobretudo, lembrá-los que o Peixe Santo é um projeto social e precisa ter preço abaixo do mercado", ressaltou Vinicius Hugueney, secretário de Agricultura, Trabalho e Desenvolvimento Econômico.

A reunião, conduzida pelo secretário-djunto de Trabalho e Desenvolvimento Economico, Marcelo Pires, também tratou de questões sanitárias, fiscais, uniformes, origem, qualidade e manutenção do produto, além da organização dos cursos de aperfeiçoamento e, principalmente, o valor do pescado. De acordo com a Prefeitura de Cuiaba, o lançamento oficia do projeto acontece no dia 26 de março, na Praça Alencastro.

O coordenador e articulador do projeto há seis anos, Osvaldo dos Santos, explica que existe uma constância no quantitativo de toneladas de peixes, e atualmente, cerca de 100 vendedores estão cadastrados no programa. Ele explicou também que este ano, seguindo uma das exigências do Ministério Público, estão sendo feitas fiscalizações para saber o local de origem do produto.

"O Peixe Santo chega a sua 27º edição e a prefeitura oferece esse presente para a comunidade cuiabana ofertando peixe de qualidade, para  os que seguem a tradição católica nesta época do ano, ou mesmo aos apreciadores deste tipo do peixe ja que todos os produtos que serão consumidos são de viveiros, o que garante a qualidade do produto que irá chegar na mesa do consumidor," contou o coordenador.

Este ano, cada regional terá o apoio de equipes multifuncionais compostas por dois  Policiais Militares, um Fiscal da Vigilância Sanitária, um  Fiscal da Ordem Pública que serão acompanhados por um servidor da Secretaria de Agricultura, Trabalho e Desenvolvimento Econômico. Outra novidade será a doação de 1 mil quilos de pescado para entidades e famílias carentes cadastradas nos CRAS e CREAS de Cuiabá.

Confira abaixo a  programação das ações previstas para a  27ª edição do Programa Peixe Santo:
 








fonte olhar direto
    Comente usando o Google
    Comente usando o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2018 Mídia Rural. Todos os Direitos Reservados
Du Pessoa Agência Digital (73) 9 8888 1488 WhatsApp www.dupessoa.com.br