Sistema de alerta de desastres naturais começa a funcionar em MT no próximo mês





O serviço gratuito de alerta de desastres naturais começará a funcionar em Mato Grosso a partir de fevereiro deste ano. O objetivo é alertar a população, via celular (SMS), sobre ameaças de desastres naturais previstos para a região onde moram e, assim, tomar medidas preventivas.



O serviço é coordenado pelo Ministério da Integração Nacional e está em teste há quase um ano. Nove estados brasileiros já possuem o sistema, que estará funcionando em todo o país até abril de 2018. Para Mato Grosso, a expectativa é que os alertas comecem a funcionar a partir de fevereiro.
 
O Serviço de Alertas por SMS orienta a população quanto aos procedimentos a serem adotados diante do risco de inundações, deslizamentos de terra ou secas, por exemplo. A ação acontece em parceria com a Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) e com as operadoras de telefonia móvel.
 
As Defesas Civis dos Estados serão as responsáveis por gerar as mensagens quando um evento meteorológico se aproximar, já que elas dispõem do mapeamento das áreas de riscos de onde estão sediadas. O texto de até 160 caracteres é enviado ao Cenad (Centro de Gerenciamento de Riscos e Desastres) e, de lá, é transmitido para os celulares por meio das operadoras.
 
A plataforma custou R$ 70 mil aos cofres públicos. Já o custo de implantação ficou a cargo das empresas de telefonia móvel.
 
Cadastro
 
Celulares de moradores dos Estados que já contam com o sistema, irão receber a seguinte mensagem: “Defesa Civil Nacional informa: novo serviço de envio de SMS gratuito com alertas de área de riscos. Para se cadastrar basta responder com os oito números do CEP de interesse com ou sem hífen ou ponto”. Vale lembrar que não é necessário ter créditos e nem internet.
 
Caso esta mensagem não chegue para o usuário, o cadastro poderá ser feito enviando um SMS para o número 40199 com os CEPs de interesse. Como já informado pela reportagem, em Mato Grosso o serviço estará disponível a partir de fevereiro.
 
Os alertas foram testados durante seis meses no ano passado em 25 cidades de Santa Catarina e do Paraná, atendendo a mais de 500 mil usuários de telefonia móvel. Em algumas ocorrências, a mensagem chegou três horas antes da intempérie, dando tempo para a população se preparar.
 
Há ainda a possibilidade de que o serviço seja estendido para as televisões por assinatura. Nesse caso, a notificações enviadas pela Defesa Civil Estadual apareceriam como "pop-up" (janela instantânea) sobrepostas à programação que estiver sendo assistida. (Com informações da Folha de S. Paulo)




fonte olhar direto
    Comente usando o Google
    Comente usando o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2018 Mídia Rural. Todos os Direitos Reservados
Du Pessoa Agência Digital (73) 9 8888 1488 WhatsApp www.dupessoa.com.br