Rodovia 319 se mantém trafegável no inverno






Apesar de ainda não ser asfaltada no chamado “trecho do meio”, a BR-319, que liga Porto Velho a Manaus (AM), se mantém trafegável nos dois primeiros meses do período chuvoso. Esta foi a conclusão da Comissão de Infraestrutura do Senado, que realizou vistoria saindo da capital rondoniense na tarde de segunda-feira e chegando à capital manauara na noite de terça-feira, sob a liderança do senador Acir Gurgacz (PDT-RO).
Na terceira diligência na rodovia, a comitiva do Senado percorreu cerca de 210 quilômetros sobre estrada completamente asfaltada, de Porto Velho a Humaitá, onde pernoitou. Na manhã seguinte, seguiram pelo trecho conhecido como “meião”, uma extensão de mais de 400 quilômetros, onde o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (Dnit) não pode asfaltar, mas tem a permissão de realizar obras de manutenção da trafegabilidade da estrada.
“As obras de manutenção da BR-319 permitiram o pleno restabelecimento do tráfego na rodovia no mês de janeiro, período de chuvas intensas no chamado inverno amazônico”, disse Acir.
Um dos representantes da Assembleia Legislativa do Amazonas, deputado Platiny Soares, observou que além das frentes de obras do Dnit, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) tem controlado o tráfego de caminhões de carga com o limite máximo de 15 toneladas no período de chuvas. E tem feito “um trabalho de filtro” na rodovia até onde ela suporta. “Isso é uma construção. É um trabalho que veio evoluindo e hoje conseguimos manter a trafegabilidade praticamente o ano todo. Pelo que vimos, acho que este ano será o primeiro ano após 28 anos que nós conseguiremos tráfego na BR-319 o ano todo, novamente”, avaliou.
Iniciativa destacada
O deputado Adjuto Afonso, que também acompanhou a diligência, avaliou como uma expedição vitoriosa ao alcançar a integração dos Estados do Amazonas e Rondônia, por meio da BR-319. Ele destacou a iniciativa do senador rondoniense, que tem encabeçado as diligências na rodovia por meio da Comissão de Infraestrutura do Senado. “É hora de união. É hora de reconstruir e não dividir. Nós temos que somar esforços. O que estamos vendo é isso: as bancadas unidas, a população unida em prol de uma estrada que vai servir para os dois Estados e a nossa economia”, salientou Adjunto Afonso.
A expedição na BR-319 que contou com a participação da PRF, Dnit, Ibama, ICMBio passou também pelo entroncamento da rodovia federal com a estrada estadual AM-364 que dá acesso a Manicoré. Nessa parada, o prefeito do município, Sabá Medeiros, entregou um requerimento a Acir Gurgacz para que o Senado interceda pelo município para que a estrada volte a ser a rodovia federal BR-174. “Quando ela era federal nós tínhamos o apoio do Governo Federal para pelo menos manter obras de manutenção, mas agora não temos esse apoio. Nós precisamos que ela retorne a ser uma BR para que possamos ter apoio do Dnit”, disse o prefeito de Manicoré. (ALE-AM)




fonte diario da amazonia

    Comente usando o Google
    Comente usando o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2018 Mídia Rural. Todos os Direitos Reservados
Du Pessoa Agência Digital (73) 9 8888 1488 WhatsApp www.dupessoa.com.br