Marfrig anuncia que vai abrir 4ª planta frigorífica em MT no primeiro trimestre





A Marfrig Global Foods anunciou que abrirá no primeiro trimestre desse ano a quarta planta frigorífica em Mato Grosso. Ainda sem uma data definida, a unidade será instalada em Pontes e Lacerda (a 483 km de Cuiabá), terá a capacidade de abater 700 bois por dia e deverá gerar 700 vagas de emprego.



Por nota, a Marfrig afirma que a abertura se dará “graças à melhoria do ciclo de bovinos e do atual cenário do mercado doméstico” e ainda que a decisão está “alinhada ao objetivo estratégico da companhia de ter a opção de melhorar o footprint (marcas) no Estado com o maior rebanho do Brasil”.
Em Mato Grosso, a empresa já atua com processamento bovino em Paranatinga e Tangará da Serra. O empreendimento diz que a nova planta integra um movimento de mercado do ano passado responsável pela reabertura de cinco frigoríficos nas cidades de Pirenópolis (GO), Paranaíba (MS), Alegrete (RS) e Ji-Paraná (RO) e Nova Xavantina (MT).
A Marfrig Global tem unidades produtivas, comerciais e de distribuição instaladas em 12 países. Seus produtos, vendidos para grandes cadeias de restaurantes e supermercados, chegam à mesa de consumidores em torno de 100 países diariamente.
Reaberturas
O movimento de reabertura das unidades de processamento em Mato Grosso tomou força no ano passado após a conclusão da CPI dos Frigoríficos apontar que seis unidades estariam em condições de voltar à atividade. O relatório final da CPI foi aprovado em 5 de abril na Assembleia e em julho duas unidades - Nova Xavantina e Mirasol D'Oeste - anunciaram que voltariam a funcionar.
A CPI também chegou a recomendar ao governo do Estado uma adequação do quadro de médicos veterinários do Indea. O objetivo é que os profissionais realizem inspeções mais constantes nos frigoríficos de abate para que o produto final possa ser comercializado em todo o território nacional.
A pecuária do estado clama pelas reaberturas também para combater o monopólio gerido por um empreendimento. De acordo com o setor, novas entradas no mercado frigorífico são passos importantes para que o poder da JBS – detentora de quase 50% dos frigoríficos de Mato Grosso – seja diluído.
Atualmente são 29 frigoríficos funcionando com aval do Serviço de Inspeção Federal (SIF) em MT e a capacidade de abate gira em torno de 27 mil animais por dia, de acordo com o Sindicato das Indústrias de Frigoríficos de Mato Grosso (Sindifrigo). 




fonte rdnews


    Comente usando o Google
    Comente usando o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2018 Mídia Rural. Todos os Direitos Reservados
Du Pessoa Agência Digital (73) 9 8888 1488 WhatsApp www.dupessoa.com.br