Competição por bezerro entre invernista e exportador de animais vivos inflaciona negócios a até R$ 1,4 mil em Uberaba



Romeu Borges de Araújo Júnior, presidente do Sindicato Rural de Uberaba, conversou com o Notícias Agrícolas nesta quinta-feira (04) para comentar o panorama do início de ano para o mercado do boi gordo na região.
Ele destacou que o mercado está um pouco retraído, após os preços girarem em torno de R$150/@ para descontar o Fundo de Apoio ao Trabalhador Rural (Funrural) no final de ano. Contudo, o saldo é positivo e, agora, as indústrias negociam pouco frente a uma baixa oferta, já que aqueles que possuem o boi no pasto estão segurando neste momento.
O consumo, por sua vez, deve continuar forte. Araújo Júnior visualiza que a segunda parcela do décimo terceiro ainda deverá trazer sustentação para o poder aquisitivo do consumidor final neste mês.
O presidente lembra ainda que a exportação do gado em pé é um fator que vem ganhando bastante força na região. Muitos pecuaristas também estão investindo na criação e modernizando esse trabalho dia apos dia.
Na região, o bezerro teve uma alta de R$450 em apenas um mês, o que, na visão de Araújo Júnior, é um bom equilíbrio para manter a pecuária funcionando, com produtores focados tanto na cria quanto na engorda.
Ele salienta ainda que os produtores devem ser cuidadosos no mercado do boi magro e lembra que os invernistas também têm que pagar o Funrural.

Por: Giovanni Lorenzon e Izadora Pimenta
Fonte: Notícias Agrícolas
    Comente usando o Google
    Comente usando o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2018 Mídia Rural. Todos os Direitos Reservados
Du Pessoa Agência Digital (73) 9 8888 1488 WhatsApp www.dupessoa.com.br