Bolsonaro responde fazendeiros de MT e defende criminalização do MST







O deputado federal Jair Messias Bolsonaro respondeu a um vídeo publicado por produtores rurais de Mato Grosso defendendo seu nome para a presidência da República. Os produtores haviam expulsado integrantes do Movimento Sem Terra (MST) de uma fazenda localizada em Sorriso (400 km de Cuiabá).



Em suas redes sociais, o deputado defendeu tornar crime as ações do MST, enquandrando-as na Lei Antiterrorismo, sancionada pelo Governo Federal em 2016. Bolsonaro ainda defendeu a liberação de posse e porte de arma a "todo cidadão de bem", sem especificar quais seriam os critérios.
Um grupo de 17 fazendeiros divulgou os primeiros vídeos que registraram a expulsão de invasores à Fazenda Caçula. Os produtores reclamaram a invasão em terras produtivas. “Agora tem energia, tem estrada e o asfalto tá na frente. Quando isso aqui não valia nada ninguém queria, não é?”, questionou um deles na ocasião.




FONTE OLIVRE

    Comente usando o Google
    Comente usando o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2018 Mídia Rural. Todos os Direitos Reservados
Du Pessoa Agência Digital (73) 9 8888 1488 WhatsApp www.dupessoa.com.br