Preço pago ao produtor melhora para milho e soja em Sorriso







No mercado físico, os preços pagos ao produtor em Sorriso, no norte do Mato Grosso, apresentaram forte melhora nesta semana. No caso do milho, o valor pago ao produtor subiu mais de 7% e o valor recebido chegou a R$ 14 pela saca de 60 quilos. Pela soja, os agricultores da região estiveram recebendo R$ 57 a saca recentemente, segundo fontes locais. O valor é 1% acima ao preço de dias anteriores.
Entre as praças que registraram queda no preço do valor recebido pela soja constam Londrina e Cascavel. No Milho, uma desvalorização do produto também foi registrada em Castro, na região dos Campos Gerais, e no Oeste da Bahia.
No porto de Rio Grande, o valor da soja exportada subiu 1,07% para R$ 75,30 a saca disponível e 0,78% para R$ 77,20 a saca para a oleaginosa com entrega em Maio. Em Paranaguá, o preço é um pouco mais competitivo com R$ 75,50 para o grão disponível e R$ 76 a saca para o produto com entrega em Maio.
De acordo com fontes de empresas marítimas, os fretes de cargas a granel no oceano tem aumentado com os fortes incrementos nos preços de combustível, o que torna o Brasil menos competitivo no mercado internacional de grãos.
Os envios através do Arco Norte também ficaram menos competitivos em relação a outros pontos do país. Houve um aumento dos custos portuários e maior aumento proporcional do preço de combustível em função da necessidade de saída das cargas do Rio Amazonas e dos outros rios da região para o oceano. Com isso, analistas acreditam que isso deve afetar as vendas do Norte do Mato Grosso e do Matopiba.




FONTE AGROLINK

    Comente usando o Google
    Comente usando o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2015. Mídia Rural - Todos os Direitos Reservados
Um Projeto: Du Pessoa© Web Sites e Marketing Digital (69) 9366 7066 WhatsApp* | www.dupessoa.com.br