Unidade do JBS em Confresa retoma compra de animais depois de suspender abate por falta de água





Iraja Capuzzo, presidente do Sindicato Rural de Confresa, comenta a paralisação das atividades de uma unidade do JBS na região. Embora as atividades estejam, de fato, pausadas, esta pausa não se dá em função dos fatores políticos e jurídicos ocorridos com a empresa e, sim, a um grande período de seca que levou, também, à seca do rio que abastece o frigorífico.

Nesta semana, as compras já foram retomadas e as atividades devem voltar na sexta-feira (22), com grandes carretas levando água para a unidade.

Na visão de Capuzzo, o que pode ocorrer é que o frigorífico não volte a abater 1000 cabeças/dia, mas que diminua sua atividade para 600 a 700 cabeças/dia. Os preços de compra estão nos mesmos níveis de anteriormente, de R$133/@ para o boi de confinamento e de R$123/@ para a vaca.

A oferta de animais na região neste momento, como salienta o presidente, é grande. Entretanto, muitos seguram seus animais na expectativa de melhores preços em outubro e novembro.

Ele conta, ainda, que a região se espelhou na alta tecnologia utilizada na produção de grãos e que imprime essa prática também para a produção de gado, trabalhando em fatores como a correção e adubação de solos e o melhoramento de pastagem.



FONTE NOTICIAS AGRICOLAS
    Comente usando o Google
    Comente usando o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2015. Mídia Rural - Todos os Direitos Reservados
Um Projeto: Du Pessoa© Web Sites e Marketing Digital (69) 9366 7066 WhatsApp* | www.dupessoa.com.br