Prefeitos se mobilizam para garantir continuação de obras na MT-100






Prefeitos e vereadores da região do Araguaia estiveram em Cuiabá, nesta quarta-feira (13), em busca de informações sobre uma possível paralisação das obras de pavimentação da rodovia MT-100.

Na ocasião, o presidente da Associação Mato-grossense dos Municípios, Neurilan Fraga, reforçou o pedido de que o governo mantenha um diálogo aberto com os prefeitos.

“Sabemos que o estado passa por um momento de crise financeira, assim como as prefeituras, e que a situação pode acabar atrapalhando a realização de obras e repasses. Mas para sermos parceiros precisamos manter um diálogo constante, pois os primeiros a serem cobrados pela população são os prefeitos e vereadores”, frisou.

De acordo com o prefeito de Araguainha, Sílvio José, os gestores afirmaram terem recebidos informações de representantes da Empresa Sul-Americana de Montagens S/A (EMSA), responsável pelo projeto no trecho entre Alto Araguaia, Araguainha e Ponte Branca, de que o maquinário será retirado do canteiro na próxima segunda-feira (18) por conta de débitos com o governo do estado.

“Solicitamos essa reunião com o governo, pois faltam apenas 17 quilômetros para a conclusão dessa obra que é fundamental para esses municípios. Nossa intenção é buscar uma solução em conjunto, que garante a conclusão da pavimentação”, acrescentou.

O prefeito de Ponte Branca, Humberto Nogueira, aproveitou a reunião para solicitar obras emergenciais nas pontes da região.

Ele contou que a as estruturas estão em péssimo estado e não devem aguentar o período chuvoso, que se inicia no final de setembro.

“O município de referência para atendimento em saúde é Barra do Garças. Sem essa ponte, corrermos o risco de não conseguir garantir atendimento de urgência e emergência para a população”, afirmou.

O secretário Marcelo Duarte garantiu que a Sinfra está em dia com os pagamentos do referido contrato e que, caso a empresa paralise a obras, o governo do estado irá tomar as medidas legais cabíveis.

“Algumas empresas usam desse artifício para pressionar o estado, mas quero tranquiliza-los de que essa obra será finalizada”, reforçou.

Ao final da reunião, o chefe da Casa Civil, José Adolpho, colocou-se a disposição como interlocutor entre prefeitos e demais pastas do governo do estado.

ALTO ARAGUAIA
O presidente da AMM pediu uma atenção especial do governo do estado com o município de Alto Araguaia. Ele revelou que a prefeitura está enfrentando dificuldades de gestão, por conta da queda drástica de arrecadação, após a desativação do terminal ferroviário.

“Trata-se de uma situação diferenciada, que precisa de um olhar diferenciado por parte do estado”, avaliou Neurilan.



fonte agencia da noticia
    Comente usando o Google
    Comente usando o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2015. Mídia Rural - Todos os Direitos Reservados
Um Projeto: Du Pessoa© Web Sites e Marketing Digital (69) 9366 7066 WhatsApp* | www.dupessoa.com.br