Cerenge começa a construir mega armazém de grãos em Nova Xavantina





Esteve em Nova Xavantina na última quinta feira, 10, o proprietário da empresa Cerenge - Armazéns Gerais, empresário Gelso Valdir Reinheimer.

Ele se reuniu com o prefeito João Batista Vaz da Silva, o João Cebola (PSD); com o presidente do Sincato dos Produtores Rurais de NX, Carlos Alberto Petter, o Beto, e com o empresário e produtor Wilke Parreira.

Juntos, visitaram o local onde será construído um mega armazém em Nova Xavantina, na margem da BR-158 (foto). .

O empreendimento terá capacidade para armazenar 900.000 sacas de grãos, cerca de 36% do total da produção de NX, hoje calculada em torno de 3.240.000 sacas (média de 54 sacas por ha, vezes 60 mil ha plantados na safra 2016/2.017).

Novo impulso

O empresário adquiriu 12 ha. de área na entrada da estrada para o Vale da Serra e Serra Azul, exatamente na esquina onde ficava o antigo comércio da Senhorinha, na divisa com município de BG, dentro do município de Nova Xavantina; para lá construir a obra.

"Serão dois silos cada qual com capacidade de 150 mil sacas, mais um galpão com capacidade de armazenagem de 600.000 sacas" explicou Beto, entusiasmado com a obra: "Está localizada num ponto estratégico, na entrada da região de onde sai cerca de 60% da nossa produção".

Para ele, os produtores não irão "enfrentar" os desgastantes quebra molas do trecho  para entregar o produto nos armazéns da cidade. "A tendencia será entregar na Cerenge" projetou o presidente.

Falando ao site NX1, o prefeito Cebola acredita que o empreendimento irá gerar cerca de 50 empregos diretos, dada as proporçoes de sua estrutura; fora a geração de impostos e o impacto benéfico da obra no cenário do agro negócio em Nova Xavantina, já fortemente impactado na pecuária com a reabertura do frigorífico, e agora também na agricultura

Parceria 

O prefeito adiantou que a Prefeitura irá fazer todo o trabalho de terraplanagem e limpeza do terreno, além da importante obra da entrada do armazém, que será o aterro que dá de frente para a BR-158, onde os caminhões irão manobrar, estacionar, tirar e por a lona, enfim, se preparar para descarregar o produto, uma espécie de um grande estacionamento ou área de manobra dos veículos.

"Hoje os armazéns não admitem mais a permanência dos caminhões em seu pátio, é só descarregar e vazar" explicou Beto, o que  faz supor que o referido aterro será um grande cartão postal do armazém, visto estar no primeiro plando de visibilidade do empreendimento para quem passa na BR-158.

Outro trabalho à cargo da Prefeitura é o corte da estrada do Vale da Serra, no seu ponto de chegada na BR-158, desviando-a para sair por trás do armazém, para facilitar as manobras e descarregamento dos grãos.

Segundo prefeito, também está sendo feito um estudo sobre incentivos fiscais a serem dados à Cerenge, como forma atrativo ou a parte do município na concretização do projeto..

Segundo Beto, o armazém deverá estar funcionando na safra 2018/2019.  



fonte agencia da noticia

    Comente usando o Google
    Comente usando o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2015. Mídia Rural - Todos os Direitos Reservados
Um Projeto: Du Pessoa© Web Sites e Marketing Digital (69) 9366 7066 WhatsApp* | www.dupessoa.com.br