Arroba do boi segue trajetória de alta em SP com oferta restrita de animais e exportações fortes





Douglas Coelho, da Radar Investimentos, aponta que o mercado do boi gordo vem mostrando firmeza desde o começo de agosto, com espaço para novas altas.
Ele conta que há preços de balcão sendo praticados em São Paulo que vão de R$133/@ a R$137/@, o que indica uma firmeza contínua no mercado físico, somado com o fator de que as escalas estão em declínio, com uma média de 3,5 dias úteis.
A oferta de animais é escassa e os pecuaristas estão bem atentos para negociar e conseguir preços melhores. As exportações também deram sinais de que devem terminar o mês com bons níveis novamente, com uma estimativa de 111,2 mil toneladas, um dos maiores valores desde outubro de 2014.
As margens historicamente altas das indústrias também fizeram com que os frigoríficos aumentassem a capacidade de abate. Marfrig e Minerva foram alguns dos que abriram novas unidades, justamente em um período de oferta escassa.
Neste momento, Coelho visualiza que o mercado é dinâmico e que não é possível traçar uma realidade. Entretanto, ele visualiza que a faixa de preços em São Paulo é confortável para que os frigoríficos realizem seus negócios.
Fatores como a entressafra, a geada e a queda de temperatura forte que tiraram boiadas dos pastos, a redução do ICMS em alguns estados e o primeiro giro com pouco incentivo também colaboraram para o período.
Para o segundo giro, ele lembra que o mercado futuro é um bom estímulo. Refletindo a realidade do físico, a BM&F atinge patamares próximos de R$140/@.
Por: Aleksander Horta e Izadora Pimenta
Fonte: Notícias Agrícolas

    Comente usando o Google
    Comente usando o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2015. Mídia Rural - Todos os Direitos Reservados
Um Projeto: Du Pessoa© Web Sites e Marketing Digital (69) 9366 7066 WhatsApp* | www.dupessoa.com.br