IMEA REVISA ÍNDICE DE PRODUTIVIDADE E PREVÊ PRODUÇÃO DE MILHO AINDA MAIOR EM MATO GROSSO






O Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea) divulgou a quinta estimativa para a safra 2016/17 do milho mato-grossense. Na nova previsão, o instituto revisou unicamente a produtividade aguardada para a safra, o que acabou por refletir diretamente sobre a estimativa de produção estadual.
Conforme o boletim, com o avançar da colheita, a produtividade começou a tomar forma, demonstrando os reflexos dos maiores percentuais de área semeada dentro da janela ideal (final de fevereiro) no comparativo com os anos anteriores e também com a consolidação de boas condições climáticas nos meses de março, abril e maio em grande parte do Estado. “Assim, a perspectiva de produtividade média estadual para a safra 2016/17 é de 103,86 sc/ha”.
De acordo com o Imea, no comparativo de produtividade entre as regiões, as maiores médias estão sendo aguardadas neste momento nas regiões Oeste e Sudeste, com expectativa de 107,58 sc/ha e 107,32 sc/ha, respectivamente. Na sequência, a região Médio-Norte se destaca com a terceira maior produtividade estadual na nova previsão, com 106, 32 sc/ha. Já nas demais regiões, Centro-Sul, Noroeste, Nordeste e Norte, as produtividades aguardadas neste momento são 98,7 sc/ha, 95,77 sc/ha, 95,12 sc/ha, e 95,0 sc/ha, respectivamente.
“Desta forma com o incremento na produtividade, o quinto levantamento de safra 2016/17 de milho prevê uma produção de 29,53 milhões de toneladas em Mato Grosso, aumento de cerca de 54,63%, o equivalente a mais de dez milhões de toneladas em relação à safra 2015/16, caminhando assim, para consolidar-se como a maior quantidade produzida do cereal em mato-grossense”, destacam os analistas do instituto.



fonte sonoticias

    Comente usando o Google
    Comente usando o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2015. Mídia Rural - Todos os Direitos Reservados
Um Projeto: Du Pessoa© Web Sites e Marketing Digital (69) 9366 7066 WhatsApp* | www.dupessoa.com.br