Operação em 13 cidades combate quadrilha suspeita de vender carne roubada






Uma operação da Polícia Civil, deflagrada nesta quarta-feira (14), em 13 cidades do Rio Grande do Sul resultou na prisão de 10 pessoas suspeitas de envolvimento em crimes relacionados com a venda de carne roubada e imprópria para consumo.

De acordo com a investigação, iniciada em agosto de 2016, a quadrilha agia de três formas: roubando o gado; cooptando funcionários de fazendas; ou praticando estelionato com cheques sem fundos ou em nome de laranjas. São cumpridos um total de 48 ordens judiciais.

Na cidade de Progresso, no Vale do Taquari, foi preso um ex-vereador suspeito de integrar a quadrilha. A polícia se preparava para dar início ao cumprimento das ordens judiciais quando avistou o ex-vereador trafegando com um caminhão usado para o transporte de animais.

O veículo foi apreendido, bem como R$ 10 mil em dinheiro e cheques. Na casa do suspeito foi apreendida uma arma e documentos sobre a venda de animais.

E um açougue localizado na Avenida Boqueirão, em Canoas, na Região Metropolitana de Porto Alegre, foi presa durante a manhã desta quarta, uma mulher que é esposa do homem apontado como líder da quadrilha. Ele foi preso na cidade de Restinga Seca há alguns dias.

Na local a fiscais agropecuários encontraram bandejas de carne conservadas de forma imprópria. Cartazes em frente do estabelecimento comercial mostram ofertas com preços muito abaixo do de mercado.


Fonte: G1


    Comente usando o Google
    Comente usando o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2018 Mídia Rural. Todos os Direitos Reservados
Du Pessoa Agência Digital (73) 9 8888 1488 WhatsApp www.dupessoa.com.br