Com mais de 800 mm de chuvas acumuladas nos últimos 45 dias, plantio do trigo está atrasado em São Borja (RS)





O excesso de chuvas tem ocasionado prejuízos aos produtores rurais do Rio Grande do Sul. De acordo com levantamento realizado pela Defesa Civil, 52 cidades já decretaram situação de emergência e mais de 5 mil pessoas estão fora de casa. Em São Borja, um dos munícipios atingidos, o volume acumulado de chuvas nos últimos 45 dias ultrapassa 800 mm.
Segundo o presidente do Sindicato Rural da cidade, Viriato Vargas, os agricultores já registram prejuízos nas lavouras de arroz, nas culturas de inverno e também nas pastagens. “No arroz, temos 8% da área semeada que ainda precisa ser colhida. Porém, muitas áreas estão submersas, e os prejuízos são de 100% aos produtores. E não há seguro dessas áreas, já que 70% dos agricultores não tem acesso ao financiamento bancário”, destaca.
Além disso, a liderança sindical ressalta a dificuldade de comercialização do produto. “Não temos nenhuma referência para a saca do arroz na nossa região. Quem quer vender nesse momento não consegue comércio”, reforça Vargas.
Já no caso do trigo, a preocupação é decorrente do atraso na semeadura do grão. Até o momento, apenas 5% da área foi cultivada e os agricultores têm até o dia 15 de junho para finalizar os trabalhos nos campos. Entretanto, mesmo com as dificuldades, o presidente do sindicato explica que os produtores vão realizar o plantio do cereal.
“Vão colocar a semente no solo para não deixar a terra parada, mas não poderemos esperar muita coisa da produtividade. O cenário também pode afetar a janela ideal de plantio da soja, da safra de verão. E no trigo, não temos negócios devido aos preços mais baixos, o que também influenciou a queda na área plantada nesta safra”, diz a liderança.
Também há uma apreensão em relação às pastagens no estado. “Muitas áreas de pecuária estão inundadas, fazendo com que os produtores tirem o gado e levem os animais para lugares mais altos. Isso acarreta uma deficiência em relação à alimentação”, reforça Vargas.
As chuvas volumosas também afetaram as estradas da região. Em outras localidades do estado, os produtores ainda ressaltam problemas com a soja, muitas lavouras estão brotando. E, segundo as previsões climáticas, o estado deve receber mais chuvas no final de semana.
“Estamos tentando auxiliar os produtores, trabalhar com pedidos de prorrogação para dar fôlego aos nossos agricultores”, finaliza Vargas.
Levantamento da Emater/RS
Conforme levantamento realizado pela Emater/RS, 75 mil hectares, dos 830 mil hectares cultivados com as culturas de verão e inverno foram afetados pelas chuvas. Os prejuízos estão próximos de 110 mil toneladas, sendo o milho, a soja e o trigo as culturas mais afetadas.
Leia mais:
Por: Fernanda Custódio
Fonte: Notícias Agrícolas

    Comente usando o Google
    Comente usando o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2015. Mídia Rural - Todos os Direitos Reservados
Um Projeto: Du Pessoa© Web Sites e Marketing Digital (69) 9366 7066 WhatsApp* | www.dupessoa.com.br