Mercado do boi gordo especulado e com muita incerteza





As delações da semana que passou não refletiram somente no cenário político do país. Incerteza e especulação cresceram no mercado do boi gordo. A sexta-feira (19/5), que normalmente é mais parada do que os demais dias da semana para os negócios entre pecuaristas e frigoríficos, ficou ainda mais devagar.

Em algumas praças, como Norte do Tocantins e Goiânia-GO, por exemplo, a maior parte dos frigoríficos ficou fora das compras. Escalas confortáveis dão aos compradores a possibilidade de aguardarem o mercado responder mais claramente aos acontecimentos recentes. Quem seguiu no mercado testou preços menores.

Em São Paulo também havia uma quantidade considerável de indústrias sem negociar. A pressão de baixa existiu. As escalas de abate cresceram e o consumo não evoluiu, aliás, o prognóstico para o final de mês não é dos melhores para a venda de carne, e tudo isso permite às indústrias testarem o mercado.

Isso cria dificuldade para estabelecer referências fiéis ao mercado em grande parte das regiões.

No mercado atacadista de carne bovina, preços estáveis, apesar do escoamento ruim. As margens das indústrias estão em patamares historicamente elevados.



fonte scot consultoria

    Comente usando o Google
    Comente usando o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2018 Mídia Rural. Todos os Direitos Reservados
Du Pessoa Agência Digital (73) 9 8888 1488 WhatsApp www.dupessoa.com.br