Em uma semana, EUA avançam 25% com o plantio do milho






Os Estados Unidos vivem a gangorra da instabilidade climática. Depois de um “sofrimento” de 15 dias para avançar com as plantadeiras, por causa do excesso de chuvas, o mau tempo deu uma trégua e a área semeada com milho saltou praticamente 25% em uma semana. É o que aponta o último relatório do USDA, o departamento de agricultura do país, divulgado na tarde desta segunda-feira (15).
Até o momento, os produtores completaram 71% do plantio na área prevista para o cereal na safra 2017/18, acima da expectativa do mercado (65%) e da média histórica, que é de 70% para o período.
Há uma semana, o índice era de 47%, o que representava um atraso de 14% na comparação com a temporada anterior. Com o novo balanço, os dois ciclos estão em equilíbrio, já que, no dia 14 de maio de 2016, os EUA haviam plantado 73% da área projetada para aquela safra.
Os destaques são os estados de Minnesota (cujo salto foi de 49%) e Iowa (33% de avanço), ambos no Corn Belt, o cinturão produtivo do país.
No caso da soja, o avanço também foi grande: de acordo com o USDA, os agricultores semearam 32% da área estimada, um salto de 18% em relação ao documento da semana passada. Em 2016, o índice era de 34% e a média dos últimos cinco anos, 32%. O destaque novamente fica com Minnesota, que teve um salto de 43%.
Panorama
No ciclo passado, a produção dos norte-americanos chegou a 117,2 milhões de toneladas de soja e 384,7 milhões de toneladas de milho. Agora, a expectativa é de que, por conta da redução de área no caso do cereal e também do clima, o desempenho na temporada atual seja menor, com 113,5 milhões de toneladas de soja (numa área de 36,2 milhões de hectares) e 355 milhões de toneladas de milho (em 36,4 milhões de hectares).




Fonte Gazeta do Povo


    Comente usando o Google
    Comente usando o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2018 Mídia Rural. Todos os Direitos Reservados
Du Pessoa Agência Digital (73) 9 8888 1488 WhatsApp www.dupessoa.com.br