Importância do bezerro na pecuária é destaque em painel da InterCorte



A situação atual da cria na pecuária é um aspecto ainda pouco estudado e valorizado na pecuária, mas de extrema importância para todos os sistemas de produção. O papel do bezerro para a obtenção de uma carne de qualidade será tema de um dos painéis da InterCorte, evento que percorre de forma itinerante há cinco anos os principais polos de produção pecuária do Brasil, e que em 2017 fará sua primeira parada nos dias 8 e 9 de março, em Cuiabá (MT).
A InterCorte, promovida pelo Terraviva Eventos e pela Acrimat – Associação dos Criadores de Mato Grosso, terá quatro painéis para discutir aspectos relevantes ao desenvolvimento da pecuária nacional. Um dos painéis, denominado “O desafio da cria – Ser eficiente”, terá uma palestra do médico veterinário e proprietário da empresa Firmasa Tecnologia para Pecuária, Luciano Penteado da Silva, que apresentará um panorama da criação de bezerros e as tendências de mercado no Brasil.
“A cria é uma fase muito penalizada dentro do sistema produtivo da pecuária, por apresentar custo mais alto e baixa rentabilidade, sendo uma etapa pouco valorizada pelo produtor. Mas, o que poucos se dão conta é que para a cadeia ser completa é necessário que existam os bezerros, que são a base da cadeia produtiva”, afirma o palestrante.
A cria é uma atividade de longo prazo, o que gera menos opções de financiamento e mais riscos, o que diminui a chance de um maior número de produtores entrarem na atividade, além de dificultar quem já atua nessa área a se expandir.
“Muitos produtores, em virtude do alto custo de produção e volatilidade do mercado, acabam optando por investir na engorda. A cria exige alguns pontos de atenção por parte do criador, como a mineralização, pois diferentemente das outras fases, um erro na escolha do produto pode dar prejuízo em toda a cadeia”, explica Luciano.
De acordo com o palestrante, o segredo para conquistar bons resultados nessa fase da produção é apostar no planejamento, prevendo o tempo de cada etapa e, principalmente os investimentos necessários para que o produto final apresente a qualidade esperada pelo mercado.
“O produtor deve se planejar para produzir o melhor bezerro, na melhor época e que vai ser desmamado na fase correta. Diferentemente de culturas como a soja, a pecuária aceitava a ineficiência, já que ao terminar o ciclo, o criador terá um produto final. Hoje a eficiência é obrigação, pois quem não se adaptar vai se perder e ser obrigado a arrendar suas terras para outros cultivos, em busca de rentabilidade”, finaliza Luciano.
Planejamento é chave do sucesso
Há 40 anos atuando na pecuária mato-grossense, a gestão aplicada na Agropecuária Kangayan, sediada em Cuiabá (MT), será destaque entre os cases de sucesso a serem apresentados durante o painel sobre cria. Segundo o proprietário da fazenda, Olímpio Risso de Brito, o planejamento é a chave para atravessar os períodos de baixos resultados.
“É importante que o pecuarista passe a promover em sua propriedade o planejamento baseado em suas realidades e, desta forma, possa se preparar para um eventual período de baixa nos números. Atravessamos épocas de índices não muito bons em nossa propriedade, mas conseguimos sobreviver todos esses anos nos planejando e nos estruturando”, explica Olímpio.
De acordo com o proprietário da Kangayan, outro recurso que auxilia no sucesso da criação é conhecer o mercado de atuação. “Não basta apenas planejar, o pecuarista deve entender o mercado, ter o máximo conhecimento sobre ele, pois não tem sucesso quem não conhece o setor em que atua”, ressalta.
A propriedade, que faz cria, recria e engorda, tem apostado no melhoramento genético como foco atuação nos últimos anos. “O melhoramento genético é um ponto de extrema importância na propriedade e faz parte do nosso planejamento. É necessário entender que não basta apenas se planejar, o importante é colocar em prática o que foi previsto junto com o conhecimento adquirido e, assim, alcançar o sucesso”, finaliza Olímpio.
Ainda no bloco sobre cria, serão compartilhados os casos da fazenda de Marcos Piona e de José Costantini.
Recorde de empresas na feira de negócios
Além das palestras e debates, a InterCorte terá uma feira de negócios com a participação de empresas de referência na pecuária, que levam suas novidades tecnológicas ao produtor. A InterCorte Cuiabá está com um recorde de empresas participantes da feira de todas as edições do evento.
Estarão presentes as empresas Ourofino, Minerva Foods, Nutron, Marfrig, Biogénesis Bagó, Agro Maripá, Beckhauser, Prodap, Romancini, SBC Certificadora, Agroceres Novanis, Trouw Nutrition, Brutale, Toledo, Casale, Oligo Basics, CRI Genética, DeltaGen, Belgo, Rubber Tank, ABCB Senepol, Acrivale, Eucalipto Santo André, Germipasto, Panucci Pré Moldados, Estância Bahia Leilões, Celeiro Carnes Especiais, Web Gados, Real H, Vanguard, Coroados Carnes Premium, ABCZ e Sindicato Rural de Cuiabá.
Beef Week MT
Enquanto o setor produtivo se reúne para discutir melhorias na cadeia produtiva da carne, o consumidor é convidado a apreciar os resultados à mesa com a realização da Beef Week MT, de 7 a 12 de março, com a participação de 14 restaurantes de Cuiabá e dois da Chapada dos Guimarães, que terão pratos especiais à base de carne bovina.
Participam da Beef Week Cuiabá os restaurantes Mahalo, Varadero, Seu Majó, Rock Burguer, Meat’s Grill, Cozinha dos Fundos, Getúlio Grill, Campo D’Ourique, Dom Sebastião, Acácia, Grand Toro, Flor Negra, Maluti e Espetaria Celeiro, e da Beef Week Chapada a Pomodori Trattoria e Atmã.
A Beef Week conta com o apoio da Abrasel – Associação Brasileira de Bares e Restaurantes/MT e da Cervejaria Louvada. O evento faz parte do movimento #SomosdaCarne, que nasceu para valorizar as iniciativas da cadeia produtiva e melhorar a visão que se tem a respeito tanto por quem produz como por quem consome.
Sobre a InterCorte
Desde a sua criação em 2012, a InterCorte já contou com a participação de mais de 27 mil pessoas, a maior parte pecuaristas, em eventos que percorrem algumas das principais regiões pecuárias do País para levar informação, conhecimento e tecnologia.
Além de Cuiabá, a edição de 2017 passará por Ji-Paraná (RO), Campo Grande (MS), Araguaína (TO) e São Paulo (SP), promovida pelo Terraviva Eventos.
A InterCorte e a Beef Week fazem parte do “Integrar para Crescer”, plataforma de comunicação que envolve eventos e ações com o intuito de disseminar informação de qualidade, reverberando os temas e discussões relevantes ao setor em um programa semanal de mesmo nome, que vai ao ar aos domingos pelo Canal Terraviva, do Grupo Bandeirantes de Comunicação. O Caminho do Boi, Dia do Produtor, a InterConf, o Confina Brasil e a Vitrine Tecnológica Sustentável da Secretaria da Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo já fazem parte da plataforma.
Mais informações: www.intercorte.com.br e www.beefweekbrasil.com.br

Programação InterCorte Cuiabá 2017

8 de março (Quarta-feira)
8h – Abertura Oficial
9h – Check List
Sustentabilidade
Fernando Sampaio
Maior Wolf
Caio Penido
Welton Cabral
Moderador: Tobias Ferraz
12h – Almoço
14h – Check List

O desafio da cria – Ser eficiente
Luciano Penteado
Marcos Piona
Olímpio de Brito
José Costantini
Moderador: Tobias Ferraz
18h – Beef Hour
9 de março (Quinta-feira)
9h – Check List
Intensificar para produzir
Armindo Kichel – Embrapa Gado de Corte
Henrique Della Rosa
Leone Furlanetto
Marcos Villela
Moderador: Tobias Ferraz
12h – Almoço
14h – Check List

A cadeia produtiva e a carne de qualidade
Liliane Suguisawa
Amarildo Merotti
Celeiro
Minerva
JBS
Natural Beef
Marfrig
Frigobom
Moderador: Tobias Ferraz
18h – Beef Hour




FONTE ACRIMAT
    Comente usando o Google
    Comente usando o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2018 Mídia Rural. Todos os Direitos Reservados
Du Pessoa Agência Digital (73) 9 8888 1488 WhatsApp www.dupessoa.com.br