Cerca de 40 veículos estão presos em atoleiros no Araguaia, diz Defesa Civil




A Defesa Civil do estado avalia que cerca de 40 caminhões se encontram parados nas estradas estaduais que cortam a região do Araguaia, em Mato Grosso, devido aos atoleiros causados pelas constantes chuvas no local. Entre as rodovias que mais preocupam o órgão estão as MT-322, MT-430 e MT-437.

A situação, que já era preocupante há uma semana, se agravou durante o período de Carnaval, principalmente nos municípios de Colniza, São José do Xingú, São Féliz do Araguaia e Luciara, conforme o órgão.

Segundo a Defesa Civil, além de intransitáveis, o estado das rodovias tem causado prejuízo a agronegócio, uma vez que os produtores fazem a colheita da soja na região, mas não conseguem escoar a produção, como é o caso dos moradores dos municípios de Santa Terezinha, Santa Cruz do Xingu e Confresa.

As chuvas intensas também têm causado alagamentos e, há mais de uma semana, os moradores de Santa Terezinha, São José do Xingú e Santa Cruz do Xingú estão praticamente isolados, após aterros e cabeceiras de pontes serem levadas pelas águas. Conforme a Defesa Civil, para ter acesso a esses municípios, é preciso andar quase 300 km a mais do que o normal e por estradas com pouca infraestrutura.

Até o momento, 35 municípios estão em situação de alerta, dos quais 34 estão localizados na região Araguaia. Campo Novo do Parecis, a 397 km de Cuiabá, é o único do estado, porém, que decretou situação de emergência e teve a condição reconhecida pelo Ministério da Integração Nacional após uma tempestade que causou inundação


Fonte: G1MT
    Comente usando o Google
    Comente usando o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2018 Mídia Rural. Todos os Direitos Reservados
Du Pessoa Agência Digital (73) 9 8888 1488 WhatsApp www.dupessoa.com.br