Famato presente em discussão sobre a Ferrogrão



Nesta semana, a Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato) participou de uma reunião no Sindicato Rural de Sorriso para debater a Ferrogrão, um projeto de ligação da ferrovia entre Sinop-MT e Miritituba, no Pará, sendo considerado um importante trecho para o escoamento da produção agrícola das regiões médio e norte de Mato Grosso.

O encontrou reuniu representantes de entidades de classe com o objetivo de fomentarem com o Governo Federal a discussão de ampliação do trecho modal. O projeto original conta com o início da ferrovia em Sinop-MT e sua chegada nas Estações de Transbordo de Cargas (ETCs) de Miritituba-PA. No entanto, a demanda é que o ponto de início da ferrovia seja em Lucas do Rio Verde-MT.

Participaram da reunião o diretor de Relações Institucionais da Famato, José Luiz Fidelis, o vice-presidente da Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja-MT), Elso Pozzobon e os prefeitos de Lucas do Rio Verde, Flori Luis Binott, e de Sorriso, Ari Genezio Lafin.

O Movimento Pró-Logística, representado pelo diretor executivo Edeon Vaz Ferreira, fez uma explanação do projeto denominado "Projeto Pirarara - Ferrograõ", com a participação do coordenador da Comissão de Logística da Aprosoja, Antônio Galvan.

“A região de Sorriso e de Lucas deveria ser contemplada com esses trilhos, pois somos a maior produtora de grãos de Mato Grosso e o maior município do Brasil em exploração da oleaginosa", destacou o presidente do Sindicato Rural de Sorriso, Luimar Luiz Gemi. "Há quesitos técnicos para a implantação de uma obra dessas que são complexos, porém, temos que ver a possibilidade de sermos contemplados e que sejam surtidos os efeitos desejados aos nossos produtores", acrescentou o dirigente.

"Nós queremos agregar ganho aos nossos produtores. A primeira coisa é nos engajarmos nessa questão de logística, que a nosso ver é fator primordial para nós produtores", afirmou o diretor tesoureiro do sindicato Tiago Stefanello.

Para o diretor de Relações Institucionais da Famato José Luiz Fidelis, atitudes como essa do Sindicato Rural de Sorriso mostram a responsabilidade dos representantes com os produtores locais. "Muito se fala dessa ferrovia margeando a BR-163 até Miritituba, porém não se sabia o porquê dessa região, que é tão significativa para a produção grãos em Mato Grosso, estar fora desse importante modal”, observou Fidelis.

Conforme o diretor, a inciativa de trazer o Movimento Pró-Logística para esta discussão demonstra a necessidade de abordar a possibilidade de trazer os trilhos até Lucas do Rio Verde, passando por Sorriso. “Neste caso, o Sindicato Rural de Sorriso tem papel importante para contribuir com a discussão e participação de toda a classe produtora, sociedade civil organizada e a força política”, acrescentou.

Esta foi a primeira reunião do grupo. Ao final, ficou definido que será formada uma comissão que contará com a participação dos prefeitos de Sorriso, Lucas do Rio Verde, vereadores, do suplente a Deputado Federal Xuxu Dal Molin, o Sindicato Rural de Sorriso e outros. O objetivo será discutir especificamente esse assunto para que as reivindicações cheguem até o Ministério dos Transportes, responsável pela obra da Ferrogrão.

A Famato, entidade de classe que representa 90 Sindicatos Rurais de Mato Grosso, desenvolve ações institucionais que garantem que a voz do produtor rural seja ouvida em diferentes instâncias. Lidera o Sistema Famato, composto pela Famato, Senar-MT, Sindicatos Rurais e o Imea. Quer saber mais sobre nossas ações? Acompanhe nossas redes sociais pelo www.facebook.com/sistemafamato e @sistemafamato (instagram e twitter) #OrgulhodeSerAgro #SistemaFamato #Famato.

Fonte: Ascom Famato
    Comente usando o Google
    Comente usando o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2015. Mídia Rural - Todos os Direitos Reservados
Um Projeto: Du Pessoa© Web Sites e Marketing Digital (69) 9366 7066 WhatsApp* | www.dupessoa.com.br