Pecuária: Tabapuã se prepara para o Show Rural Coopavel




Pelo segundo ano consecutivo a raça Tabapuã, através da Associação Brasileira dos Criadores de Tabapuã - ABCT, se prepara para participar do Show Rural Coopavel, em Cascavel (PR), de 06 a 10 de fevereiro. Ao todo serão 17 animais do Tabapuã com o mais alto padrão genético da raça. "Ficamos impressionado com a dimensão e organização do Show Rural no ano passado, este ano vamos mostrar, ainda mais, o que o Tabapuã tem de melhor. Com certeza a participação da raça será mais um show na programação do Show Rural”, disse Marcelo Ártico, presidente da ABCT. A raça é o terceiro neozebuíno a ser formado no mundo, depois do Brahman e do Indubrasil. Por ser o primeiro entre esses a surgir a partir de um planejamento específico, o Tabapuã é considerado a maior conquista da zootecnia brasileira dos últimos cem anos. A raça possui como características grande habilidade materna, docilidade, excelente conformação e acabamento de carcaça é, sem dúvida alguma, de grande valia para o desenvolvimento econômico do país. Além disso a raça é a mais testada em provas de ganho de peso oficializadas pela ABCZ e está representada hoje por mais de meio milhão de cabeças registradas e espalhadas por todo o território nacional. Em Números- A raça Tabapuã tem apresentado números que despertam atenção pela consistência de sua evolução, dentre os zebuínos de corte, já assume a segunda colocação como maior numero de registros de animais nascidos (RGN). Crescimento esse sustendo pela distribuição de cobertura nacional de seus 284 criatórios, demonstrando a sua adaptabilidade a grande diversidade de biomas do território nacional. Dentre os destaques do compromisso da raça com a produtividade, as provas de ganho de peso (PGP) são um capitulo a parte, pois alem de ser proporcionalmente a raça que mais desafia seus machos em provas, ela o faz a muito tempo, principalmente nos criatórios tradicionais. O mercado de sêmen apresenta uma evolução crescente nos relatórios da ASBIA, com destaque na heterose que proporciona tanto na base branca anelorada como nas fêmeas ½ sangue, pois agrega docilidade, habilidade materna (leite) e muito peso. Fonte Ariquemes online

    Comente usando o Google
    Comente usando o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2018 Mídia Rural. Todos os Direitos Reservados
Du Pessoa Agência Digital (73) 9 8888 1488 WhatsApp www.dupessoa.com.br