Excesso de chuvas começa a apodrecer soja nas lavouras de Lucas



Os produtores de Lucas do Rio Verde estão tendo prejuízos com o excesso de chuvas no momento da colheita. De acordo com o presidente do sindicato rural do município, Carlos Simon, os grão estão começando a apodrecer nas lavouras. “Já tem soja pobre. Tem produtor que colheu 40% do avariado. Até pode ser usado para ração. As tradings toleram até 8%. A partir disso é descontado de 1 para 1. No final, acaba gerando um prejuízo de até 25% da colheita”. Segundo ele, os produtores que conseguiram colher estão tendo dificuldades na secagem dos grãos. “Ontem, alguns colheram. Mesmo assim, tem soja com 30% de umidade e para secar é trabalhoso. O prejuízo está instalado e, se a chuva persistir, será ainda maior. Precisamos de um tempo de sol, senão será impossível entrar na lavoura. No mínimo, é necessário uma noite e uma manhã sem chuvas, para que, talvez, se consiga fazer a colheita na parte da tarde”. Para o presidente do sindicato, o excesso de chuvas pode prejudicar ainda as demais culturas, como milho e algodão. “Se não consegue colher a soja, não consegue plantar as outras culturas. O produtor perde a janela, principalmente a do algodão. Milho até tem uma janela maior. Ainda assim, a não ser que o tempo melhore, vai ‘represar’ as outras culturas. Atrasa tudo”, avisou. Segundo o Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), a região Médio-Norte, na qual Lucas está inserida, colheu até a última sexta-feira (20), 14,77% da área plantada. A região é a maior produtora de grãos do Estado e é responsável por 3,1 milhões de hectares, dos 9,3 milhões totais de Mato Grosso. Fonte: Só Notícias/Agronotícias/Herbert de Souza (foto: Só Notícias/arquivo)

    Comente usando o Google
    Comente usando o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2015. Mídia Rural - Todos os Direitos Reservados
Um Projeto: Du Pessoa© Web Sites e Marketing Digital (69) 9366 7066 WhatsApp* | www.dupessoa.com.br