Queda nos preços do algodão em setembro



A colheita na reta final resultou em um aumento sazonal na disponibilidade do algodão no mercado interno. Segundo o Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), até o dia 18/9, havia sido colhido 99,3% da área total plantada no estado, principal região produtora. A colheita está avançada em relação ao mesmo período do ano anterior, quando tinha atingido 97,3% da área. Com o aumento na disponibilidade do algodão, seus subprodutos tiveram quedas em setembro. O farelo de algodão com 28,0% de proteína bruta está cotado em R$989,67, por tonelada, desvalorização de 1,2% frente ao mês anterior. Apesar do aumento sazonal na oferta, vale ressaltar a quebra da safra e a menor produtividade do algodão, que provocou enxugamento dos estoques. Com isso, a oferta está 17,5% menor no país em 2015/2016, fator que deverá limitar os recuos ou amenizá-los daqui pra frente. Fonte Scot Consultoria
    Comente usando o Google
    Comente usando o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2018 Mídia Rural. Todos os Direitos Reservados
Du Pessoa Agência Digital (73) 9 8888 1488 WhatsApp www.dupessoa.com.br