Donos JBS: Governador diz que operação não afeta pecuária em Mato Grosso do Sul Investigação é sobre desvio em fundos de pensão



O governador do Estado, Reinaldo Azambuja destacou ontem que a investigação sobre desvios em fundos de pensão envolvendo os donos da holding J&F (que tem o JBS entre suas empresas) não deve trazer prejuízos à pecuária. “A pecuária de MS está separada do segmento industrial. O setor necessita do nosso apoio para desenvolver realmente as indústrias. Mas não tem nada a ver uma coisa com a outra”, afirmou. Ele reiterou que “aquilo é uma investigação de fundos de pensão que financiaram diversas empresas no Brasil. Quanto ao Estado não nos preocupa. Temos um regramento normal e legal” reforçou. No entanto,  o analista pecuário da Ruralbusiness, Júlio Brissac frisa que apesar da operação não estar diretamente relacionada como JBS - uma vez que ela investiga outra empresa do grupo J&F, a Eldorado Papel e Celulose -, as consequências são diretas para o setor de carnes.  “O ciclo de denúncias que a holding está sofrendo não está ligada diretamente ao JBS, mas envolve os principais nomes da empresa: Wesley (presidente da JBS) e Joesley Batista (presidente da J&F). Isso pode afetar fortemente os próximos passos da companhia em um momento bastante importante para ela”, conclui. Fonte Correio do Estado
    Comente usando o Google
    Comente usando o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2018 Mídia Rural. Todos os Direitos Reservados
Du Pessoa Agência Digital (73) 9 8888 1488 WhatsApp www.dupessoa.com.br