Jornalista sofre tentativa de assassinato após divulgação de notícias sobre conflitos agrários



No começo da noite da segunda-feira (04), o jornalista e dono do site Veja Notícias, Ivan Pereira Costa, de 52 anos, sofreu uma tentativa de assassinato a tiros, em frente a sua casa, no Setor 02, em Cujubim, no Vale do Jamari. O profissional da imprensa foi atingido por dois disparos, sendo um no braço direito e outro no abdome, que atravessou o corpo dele. De acordo com testemunhas, Ivan conversava com algumas pessoas em frente a residência quando avistaram um homem em uma moto Titan vermelha indo na direção do grupo, que parou um pouco antes para que uma mulher descesse da garupa. O suspeito continuou o trajeto, passou em frente a vítima e testemunhas, sendo que foi até a esquina da rua e retornou em baixa velocidade. Neste momento, parou a moto, sacou um revólver e disparou cinco vezes contra Ivan, que saiu correndo para tentar se esconder e o criminoso fugiu do local tomando rumo ignorado. O SAMU foi acionado e socorreu a vítima. No hospital foi constatada três perfurações, sendo uma no braço direito e duas na região do abdome, onde teria entrado e saído uma bala do corpo de Ivan. Diante da gravidade dos ferimentos, o paciente foi imediatamente encaminhado para o Pronto Socorro João Paulo II, onde está internado. As primeiras investigações e relatos obtidos pela polícia apontam que o crime pode ter sido motivado após a publicação várias matérias onde o jornalista cita sobre os conflitos agrários na região de Cujubim, especialmente sobre as invasões constantes da Fazenda Tucumã. Ainda de acordo com as testemunhas, o criminoso que teria tentado executar o profissional da imprensa seria de cor negra, de estatura alta e de porte físico forte, onde o mesmo já teria sido visto em meio aos invasores de terras próximo ao município. As forças de segurança já foram alertadas de várias formas de que os movimentos sociais violentos pregam o uso de meios à margem da lei para coagir a imprensa, fazendeiros e as Polícias Civil e Militar para que não investiguem nem divulguem os crimes e/ou ações envolvendo esses grupos que dizem lutar por uma reforma agrária justa. Apoio No final da manhã desta terça-feira (05), a Arjore (Associação dos Jornais Eletrônicos de Rondônia), por meio do presidente Almi Coelho, publicou uma nota repudiando todo e qualquer ato de violência praticado contra jornalistas, já que é um ato cruel e covarde, que é uma tentativa clara de calar a imprensa de Cujubim, que exerce uma função de extrema importância para a construção de uma comunidade justa, onde prevaleça a paz e a unidade de seus cidadãos. A Arjore se reportou às autoridades responsáveis para que se empenhem com todas as forças do Estado para a elucidação do crime, haja vista, que a cidade de Cujubim tem se destacado como uma das mais violentas do Brasil. Para a instituição, “amordaçar a imprensa é um claro sinal de vitória dos bandidos”. Ainda segundo a nota, “a tentativa não foi só contra a imprensa, e sim contra o povo de bem e as forças de segurança do Estado de Rondônia. É importante observar que a omissão do Estado gera a sensação de impunidade, motivando que atos similares continuem acontecendo, o empenho e a solução deste caso será uma resposta àqueles que têm interesses a margem da lei”. A Associação Brasileira de Imprensa (ABI) e a Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) já foram comunicados do violento crime contra a liberdade de expressão e trabalho da imprensa, mas até o momento, ainda não se pronunciaram oficialmente. O site voltado aos profissionais da comunicação brasileira, o Comunique-se, já repercutiu o assunto dando destaque na sua página principal. Já por parte do Governo do Estado, apenas o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Ênedy Dias, se manifestou. Ele afirmou, por meio da assessoria de imprensa da PM, que “determinou investigação da tentativa de homicídio contra o jornalista e vai visitá-lo no hospital na tarde desta terça-feira”. Fonte:RONDONIAVIP
    Comente usando o Google
    Comente usando o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2018 Mídia Rural. Todos os Direitos Reservados
Du Pessoa Agência Digital (73) 9 8888 1488 WhatsApp www.dupessoa.com.br