Carne bovina tem queda e pressiona margem dos frigoríficos



A frequência de negócios a valores maiores vem aumentando em todo o país, levando a sucessivas altas no preço da arroba. Ainda que o consumo de carne tenha recuado na última semana e haja resistência em valorizações para a arroba, os frigoríficos aumentaram as ofertas de compra pela dificuldade em adquirir os animais, principalmente em lotes maiores.  Os pastos estão melhorando, o que dá condições de alguns pecuaristas manterem os animais na fazenda por mais tempo. Os preços da carne bovina caíram, tanto no mercado atacadista quanto na ponta final da cadeia, o varejo. Isto sinaliza a dificuldade de escoamento da produção. O boi casado de animais castrados está cotado em R$9,70/kg, frente a R$9,90/kg na semana anterior. Com a arroba em alta e a carne bovina em queda, encolheu a margem de comercialização dos frigoríficos, atualmente em 12,2%, considerando a venda de carne com osso. Para carne sem osso a margem está em 17,9%. Fonte: Scot Consultoria
    Comente usando o Google
    Comente usando o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2018 Mídia Rural. Todos os Direitos Reservados
Du Pessoa Agência Digital (73) 9 8888 1488 WhatsApp www.dupessoa.com.br