Perdas com safra de soja chegam a 20% no Médio-Norte de Mato Grosso



Os produtores de Nova Mutum começam a se movimentar diante do atual cenário da safra da soja 2015/2016. Com a falta de chuva na região os cálculos de possíveis perdas já começam ser feitos,  mas e o que se vê é um momento muito delicado.   De acordo com o delegado a Aprosoja, (Nucleo de Nova Mutum), Cezar Martins, uma das regiões mais afetadas é a que compreende a Gleba Iracema, onde se registra números expressivos de perdas. Do total da área plantada, 400 mil hectares, em cerca de 20%, em alguns casos,  a produção se vê comprometida.  “Embora se olharmos para as lavouras elas parecem normais, com as folhagens verdejantes e bem viçosas, mas o problema é que a seca afetou a formação no enchimento dos grãos o que consequentemente resultará em um menor peso, no final do ciclo”, disse.   Martins afirmou também que o cenário é de uma crise no setor em todo o estado. Segundo ele existe regiões que foram mais afetadas. Ele relembrou a crise no setor na safra 2005/2006, ocasião em que a causa foi a má gestão e o endividamento dos produtores, e desta vez o fator climático poder ser a causa principal, aliada a crise do país ocasionada pela má gestão do governo federal, atribuindo a alta na inflação e os juros altos. Fonte: Só Notícias/Agronotícias/Chico Telo, de Nova Mutum (foto:Só Notícias/arquivo)
    Comente usando o Google
    Comente usando o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2015. Mídia Rural - Todos os Direitos Reservados
Um Projeto: Du Pessoa© Web Sites e Marketing Digital (69) 9366 7066 WhatsApp* | www.dupessoa.com.br