Polícia prende pecuarista acusado de matar família em Poconé



A Polícia diz que já sabe quem matou três pessoas de uma esma família em uma chacina no dia sete de novembro deste ano, em uma comunidade da zona rural da cidade de Poconè (Baixada Cuiabana, a 100 quilômetros de Cuiabá). As vítimas foram Paulo César de Moraes Filho, de 25 anos, sua mulher dele, Roseiman Pereira Leite, de 27 anos, e a filha do casal de apenas cinco anos foram executadas com vários tiros. Nas investigações a Polícia chegou ao suposto assassino, Arnaldo Henrique de Souza, que já está, segundo a Polícia, com prisão temporária decretada por 30 dias, podendo ser prorrogada por mais 30, dependendo as investigações. O autor do triplo homicídio que vitimou uma família, em Poconé teve o mandado de prisão temporária cumprido, na manhã desta quinta-feira, 10, em ação coordenada por policiais da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO), com apoio de policiais da Delegacia da Polícia Civil de Poconé, da Delegacia de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP), com respaldo das Delegacias Regionais de Cuiabá e Várzea Grande. Os delegados Guilherme de Carvalho Bertoli, Olimpio da Cunha Fernandes Junior, Fausto José Freitas da Silva e o delegado geral Adriano Peralta Moraes, prestarão maiores informações às 11 horas desta quinta-feira, após interrogatório do preso. A entrevista será realizada na sede do GCCO, na Rua Santiago nº 115, bairro Jardim das Américas Apontado como autor do crime nas investigações da Polícia, Arnaldo Henrique de Souza, foi preso na comunidade 120, na zona rural de Poconé, onde trabalha e tem uma fazenda de crianção de gado. Segundo a Polícia, o crime foi motivado após o acusado receber a informação de que a vítima Paulo César de Moraes Filho furtaria a sua fazenda. Na propriedade do suspeito, foram apreendidas 3 armas de fogo, sendo 1 carabina, calibre 22, 1 revólver, calibre 38, e uma espingarda modificada para calibre 22, que possivelmente foram utilizadas no crime. Conforme o boletim de ocorrência, a criança de 5 anos foi socorrida pelo Corpo de Bombeiros e encaminhada ao Pronto Socorro de Cáceres, mas não resistiu e foi a óbito. A vítima, Paulo César, foi alvejada por três disparos de arma de fogo e encontrada caída na sala da residência. Sua esposa, Roseinan, foi encontrada sem vida caída no quarto da casa, com aproximadamente seis disparos.
    Comente usando o Google
    Comente usando o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2018 Mídia Rural. Todos os Direitos Reservados
Du Pessoa Agência Digital (73) 9 8888 1488 WhatsApp www.dupessoa.com.br